Stock: Thiago Marques faz primeiros pontos no campeonato

O objetivo inicial da Petrobras-Action Power na quarta etapa da Stock Car era marcar os primeiros pontos no campeonato com seus dois pilotos e, embora Thiago Marques (Petrobras-Cimed-Prevyne-Alpina) tenha saído do zero com os dois conquistados hoje, o time esperava mais da chuvosa corrida em Interlagos.



O paranaense enfrentou problemas de câmbio desde o início da prova, correndo sem a segunda marcha, uma das mais vitais nas reduções no circuito paulistano. Com isso, Marques não pôde fazer mais do que levar o carro até o final da prova para pelo menos entrar na zona de pontuação. Conseguiu o 14º lugar, pouco para quem almejava ao menos um lugar entre os seis primeiros.


 


“A segunda marcha simplesmente não entrava e isso trazia problemas também nas reduções mais fortes, como a do S do Senna e Descida do Lago”, comentou o paranaense.


 


Se Marques conseguiu sair de Interlagos com pelo menos dois pontos, para Luciano Burti o dia foi mais frustrante. Primeiro, porque acabou sendo atingido por Thiago quando o paranaense enfrentou o primeiro problema no câmbio que afetou a redução de velocidade no fim da reta.


 


Depois disso, Burti ainda teve que lutar contra a quebra do limpador do pára-brisa, que proporcionou falta de visibilidade. Com isso, terminou a prova na 20ª colocação.


 


“Hoje deu tudo errado. Primeiro, o incidente com o Thiago, que estava com problemas, acabou resultando no toque que comprometeu minha corrida. Depois, tive outro acidente no Bico de Pato e também a falta de visão quase causou uma saída de pista no S do Senna”, lamentou Burti.


 


Na visão do piloto, no entanto, não foram os incidentes de hoje os únicos responsáveis pela falta de resultado hoje. “Não podemos nos dar o luxo de ter problemas na classificação. Largar no pelotão intermediário é mesmo complicado em um grid de 40 carros, então o que temos que solucionar é o fim dos problemas nos treinos”, apontou o piloto, que saiu da prova imediatamente após a bandeirada para comentar a transmissão da F-1 pela TV Globo, que foi feita nos estúdios da Berrini, também na zona sul paulistana.


 


Para Paulo de Tarso, a falta de resultados tem que acabar já na etapa de Londrina, marcada para o próximo dia 23. “Nossa equipe já desperdiçou quatro corridas e não podemos mais nos dar este luxo. Precisamos urgente terminar as provas marcando mais pontos e a reação tem que vir já em Londrina. Vamos trabalhar intensamente na oficina entre as provas para solucionar todas estas questões”, comentou o diretor-técnico da equipe Petrobras-Action Power.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *