Stock: Tráfego na classificação impede melhora de Thiago Marques em Brasília

Assim como previam os pilotos, o treino classificatório em Brasília foi marcado pelo forte equilíbrio, com 30 carros dentro do mesmo segundo. Em uma sessão tão competitiva assim, qualquer detalhe pode ser decisivo – e, no treino disputado neste sábado, o tráfego nos minutos finais acabou atrapalhando alguns pilotos, como Thiago Marques (Alpina-Mio-Tek Bond).

O paranaense da equipe JF Racing vinha em sua melhor volta no treino classificatório, com as duas das três parciais indicando que ele se classificaria entre os 15 primeiros que passam para a segunda parte do treino, o chamado Q2. Mas, na última curva, Thiago foi atrapalhado por um carro que vinha lento e, com isso, vai largar na 19ª colocação, com o tempo de 59s681.

“O treino não foi ruim, pelo contrário, tinha tudo para ser o melhor do ano. Pelos tempos das parciais, daria tranquilamente para ficar entre os dez primeiros, não fosse o problema com o tráfego”, explica Thiago Marques, que não entrou na segunda classificação por menos de um décimo de segundo.

De qualquer forma, o piloto acredita em uma corrida de recuperação em Brasília, a exemplo do que fez na etapa passada, em Curitiba, quando largou no pelotão intermediário e conseguiu marcar pontos no campeonato. “O carro está com um desempenho constante, bom para um ritmo de corrida forte amanhã. Estatisticamente, esta é uma etapa com mais abandonos, então dá para pensar em acumular vários pontos e começar a trilhar o caminho rumo ao playoff”, diz Thiago Marques, que é patrocinado pelas empresas Alpina, Mio e Tek Bond.

Esta visão é compartilhada pelo seu chefe de equipe na JF Racing, o experiente Jorginho de Freitas. “Foi uma pena o que aconteceu com o Thiago na última parcial, sendo atrapalhado por um carro lento, mas mesmo assim temos plenas condições de fazer uma prova como a de Curitiba”, afirma Freitas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *