Stock: Valdeno Brito vence em Brasília e decisão fica para o Velopark/RS

Paraibano fez grande corrida, com Allam Khodair em segundo e Cacá Bueno, terceiro; decisão ficou para última etapa, dia 6 de novembro, no Velopark (RS)

Todo mundo estava de olho na possibilidade de Cacá Bueno (Red Bull Racing) conquistar por antecipação o título da Copa Caixa Stock Car, mas foi Valdeno Brito (Esso Mobil Super Racing) quem fez uma das melhores corridas da carreira e venceu a 11ª prova do ano, e a penúltima da Mobil Super Final 2011. A chuva que caiu forte antes da largada no Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília, forçou a direção de prova acionar o safety car na largada por conta do excesso de água em alguns trechos. No decorrer da prova e com a secagem gradativa do asfalto, alguns pilotos resolveram apostar nos pneus para piso seco. Foi aí que Valdeno Brito se deu bem e conquistou mais uma vitória na carreira.

Na disputa pelo título na Mobil Super Final 2011, Allam Khodair (Blau Vogel) foi o segundo em Brasília, à frente de Cacá Bueno, que manteve a liderança da classificação (271 pontos). Ricardo Maurício (Eurofarma RC) chegou em quinto e acumulou 258 pontos, contra 248 do companheiro Max Wilson, que abandonou hoje, mas é o terceiro na tabela. Dessa maneira, a disputa pelo título ficará mesmo para a última etapa da Copa Caixa Stock Car, dia 6 de novembro, no Autódromo Internacional Velopark, em Nova Santa Rita, no RS. Cerca de 40 mil pessoas viram no autódromo a vitória do ‘Paraíba Voador’, sua terceira na Stock Car.

“Já se foram cinco corridas largando entre os 7 primeiros sempre, porque resolvemos um problema sério que tínhamos no carro. Aqui em Brasília essa vitória veio premiar o belo trabalho que a equipe (Esso Mobil Super Racing) fez para detectar esse problema”, falou o vencedor, que ainda explicou a estratégia na prova. “Optamos por continuar na pista quando o pessoal da frente parou, porque o ritmo era bom. Paramos na hora certa, colocamos os pneus slick e aí, realmente, o carro ficou muito mais rápido. Graças a Deus deu tudo certo.”

Allam Khodair também fez uma boa corrida nos 2.919 metros do anel externo do autódromo de Brasília. Ele largou na sexta posição, andou muito rápido com a pista molhada, mas quando iria assumir a liderança com a pane seca do ponteiro Marcos Gomes (Medley FullTime), Valdeno Brito passou. “O fim de semana foi complicado, uma corrida atípica. O ritmo era muito bom na chuva, e quando começou secar nosso carro era mais rápido ainda. Mas nas últimas oito voltas a equipe falou para economizar combustível. Se não tivesse feito isso, não chegaria. Agora o negócio é buscar o vice-campeonato”, contou Khodair, agora o quarto na classificação (236 pontos).

Cacá Bueno não ficou satisfeito com o resultado, porque a expectativa de conquista do tetracampeonato na principal categoria do automobilismo brasileiro era grande. Ele disse que teve sorte. “Não fiquei entre os primeiros em nenhum treino, e conseguimos reverter isso para a classificação, fizemos a pole, mas sabia que teria uma corrida muito mais difícil do que em Santa Cruz (do Sul, 9ª etapa) e Londrina (10ª), quando o carro era realmente rápido. Hoje a sorte veio, e na última corrida no Velopark tenho grandes chances de ser campeão, apesar de ter um adversário muito forte que é o Max”, disse o dono do Stock Car número #0.

Corrida teve duas largadas
Por causa da forte chuva deste domingo em Brasília, a direção de prova autorizou a largada da corrida em fila indiana com a presença do carro de segurança. Após seis voltas, o diretor de prova Mirnei Antonio Piroca entendeu que não havia condições para a competição, e acenou com a bandeira vermelha interrompendo a prova. Passados cerca de 10 minutos com os carros parados na reta principal, a disputa foi reiniciada com uma nova largada, também com o safety car à frente do pelotão. Por isso, o resultado final da 11ª etapa da Copa Caixa Stock Car acabou sendo a soma dos tempos das duas partes da disputa, procedimento previsto no Código Desportivo do Automobilismo (CDA).

Resultado da 11ª etapa da Copa Caixa Stock Car / 3ª etapa da Mobil Super Final 2011
Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília (DF)

1º) Valdeno Brito, Esso Mobil Super Racing FTS (Chevrolet) – 43 voltas, em 51min37s251
2º) (MSF) Allam Khodair, Blau Vogel (Chevrolet) – a 9s683
3º) (MSF) Cacá Bueno, Red Bull Racing (Peugeot) – a 15s726
4º) Giuliano Losacco, Hot Car Competições (Chevrolet) – a 16s595
5º) (MSF) Ricardo Maurício, Eurofarma RC (Chevrolet) – a 23s072
6º) (MSF) Marcos Gomes, Medley Full Time (Peugeot) – a 28s595
7º) Felipe Maluhy, Officer ProGP (Chevrolet) – a 29s814
8º) David Muffato, Itaipava Racing Team (Peugeot) – a 45s137
9º) Tuka Rocha, BMC Vogel (Chevrolet) – a 53s210
10º) Rodrigo Sperafico, JF Racing (Peugeot) – a 57s721
11º) Julio Campos, Crystal Racing Team (Chevrolet) – a 1min02s311
12º) Eduardo Leite, Hot Car Competições (Chevrolet) – a 1min06s578
13º) (MSF) Luciano Burti, Itaipava Racing Team (Peugeot) – a 1min19s369
14º) Bruno Junqueira, Bassani Racing (Peugeot) – a 1min21s785
15º) Denis Navarro, Bassani Racing (Peugeot) – a 1min29s001
16º) (MSF) Max Wilson, Eurofarma RC, (Chevrolet) – a 2min36s027
17º) Alceu Feldmann, A. Mattheis Motorsport (Chevrolet) – a 1 volta
18º) (MSF) Thiago Camilo, Ipiranga RCM (Chevrolet) – a 1 volta
19º) Duda Pamplona, Officer ProGP (Chevrolet) – a 2 voltas
20º) Ricardo Zonta, Crystal Racing Team (Chevrolet) – a 2 voltas
21º) Lico Kaesemodel, Credipar RCM (Chevrolet) – a 3 voltas
22º) (MSF) Daniel Serra, Red Bull Racing (Peugeot) – a 5 voltas
23º) (MSF) Átila Abreu, AMG Motorsport (Chevrolet) – a 9 voltas
24º) (MSF) Popó Bueno, A. Mattheis Motorsport (Chevrolet) – a 10 voltas
25º) Rodrigo Navarro, JF Racing (Peugeot) – a 26 voltas
26º) Nonô Figueiredo, Esso Mobil Super Racing (Chevrolet) – a 28 voltas
27º) Serafin Jr., AMG Motorsport (Chevrolet) – a 40 voltas
Excluído:
28º) Xandinho Negrão, Medley Full Time (Peugeot)

(MSF) = participam da Mobil Super Final

Classificação da temporada 2011 da Copa Caixa Stock Car:
Mobil Super Final
1º) Cacá Bueno – 271 pontos
2º) Ricardo Maurício – 258
3º) Max Wilson – 248
4º) Allam Khodair – 236
5º) Popó Bueno – 233
6º) Luciano Burti – 226
—- Marcos Gomes – 226
8º) Thiago Camilo – 225
9º) Átila Abreu – 216
10º) Daniel Serra – 215 pontos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *