Stock: Valdeno Brito vence em Curitiba e fecha final de semana perfeito

O paraibano é o novo líder da competição.


O final de semana não será esquecido tão cedo. Afinal, ele foi o mais rápido nos treinos livres, fez a pole position e ainda venceu a prova de ponta a ponta. Além disso, o paraibano Valdeno Brito, da RCM Motorsport (Peugeot), saiu de Curitiba como o novo líder da Copa Nextel Stock Car. Neste domingo, no Autódromo Internacional de Curitiba, ele venceu a segunda etapa da temporada, completando as 32 voltas com o tempo de 47min29seg, média de 149,37 km/h. O segundo lugar ficou com Cacá Bueno, da Red Bull Racing (Peugeot), a 2seg127, enquanto Thiago Camilo, da Ipiranga Vogel Racing (Chevrolet), completou o pódio na terceira colocação, a 2seg403.

Com o resultado, Valdeno assumiu a liderança da principal categoria do automobilismo nacional, agora com 33 pontos. Na segunda colocação está o paulista Paulo Salustiano, da Vogel Motorsport (Chevrolet), com 32, enquanto o terceiro é o amazonense Antônio Pizzonia, da Amir Nasr Racing (Chevrolet), com 30. A terceira etapa da temporada será no dia 3 de maio, no Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília, juntamente com a Copa Vicar e a Stock Jr.

A estréia do novo carro na cidade de Curitiba foi um sucesso. Com os ajustes feitos após a primeira etapa, a prova não teve nenhum transtorno e o que sobrou foi muito emoção para o público presente, que pode vibrar com o desempenho dos pilotos e as emoções das duas paradas, para reabastecimento e troca de pneus, respectivamente. O pole Valdeno Brito fez uma corrida perfeita e mostrou porque é um dos melhores pilotos do país ganhando de ponta a ponta.

Mas, se o líder teve pouco trabalho, o mesmo não se pode dizer dos demais, que tiveram de lutar muito para ganhar posições. Destaque para a boa largada de Allam Khodair, da Full Time Sports (Peugeot), que subiu do 14º para o 3º ainda na primeira volta. Thiago Camilo e Antônio Pizzonia também protagonizaram um bonito duelo ao longo das 32 voltas, que terminou com o paulista garantindo o terceiro lugar.

Para Valdeno, que venceu pela segunda vez na carreira, o resultado do domingo foi conseqüência do bom final de semana. “Desde a sexta-feira o carro estava muito bom, mas mesmo assim fomos fazendo alguns acertos, e garantindo somente bons tempos. Durante a prova, o carro estava muito equilibrado e só tive um pequeno susto no 25º minuto, quando o acelerador ficou travado. Mas na parada de boxes os mecânicos arrumaram rapidamente. A equipe está de parabéns e a vitória nessa prova é mais méritos deles do que meu”, disse.

Valdeno também não poupou elogios ao novo carro e aos ajustes feitos pela organização. “Todos os problemas no carro foram resolvidos, a temperatura dentro do carro baixou e eu não vi nenhum capô voando. A JL esta de parabéns pelo carro. Além disso, o esquema dos dois pits (reabastecimento e pneus) se mostrou muito bom”, finalizou.

Segundo colocado, o bicampeão Cacá Bueno destacou o desempenho do vencedor. “Tenho que parabenizar primeiramente o Valdeno, o André Bragantini e o Meinha pela vitória. O carro dele estava muito rápido. Já eu não tive uma corrida muito complicada a não ser quando o Camilo chegou no final da prova devido ao meu carro estar muito traseiro. Por conta disso tive que trocar os pneus traseiros e com isso o pelotão chegou em mim”, declarou.

Já Thiago Camilo não escondeu as dificuldades enfrentadas na etapa. “Tive uma corrida muito complicada quando o Khodair e o Pizzonia me passaram na primeira volta. Depois disso eu estava mais rápido que eles e via o Valdeno e Cacá abrirem. Somente consegui chegar mais próximos deles depois da parada nos boxes. Na minha parada nos boxes ainda perdi um pouco de tempo, pois meu cronometro não funcionou e fiquei mais tempo que o necessário dentro do pit.Tenho que agradecer minha equipe pelos trabalhos realizados nas paradas para reabastecimento e troca de pneus, em que foram bastante eficazes e me devolveram a pista na frente do Allam e quase ultrapassei o Pizzonia”.

A nova classificação do campeonato:

1) Valdeno Brito, 33 pontos
2) Paulo Salustiano, 32}
3) Antonio Pizzonia, 30
4) Ricardo Maurício, 29
5) Cacá Bueno, 25
6) Daniel Serra, 20
7) Thiago Camilo, 18
8) Xandinho Negrão, 14
9) Nonô Figueiredo e Max Wilson, 12
11) Lico Kaesemodel e Ricardo Zonta, 10
13) Átila Abreu e Giuliano Losacco, 9
15) Allam Khodair, 8
16) Marcos Gomes, 7
17) Antonio Jorge Neto, 6
19) Thiago Marques, 3
20) Norberto Gresse, 2
21) Enrique Bernoldi, Luciano Burti e Ricardo Sperafico,1

Resultado da segunda etapa da Copa Nextel Stock Car:

1º) 77 – Valdeno Brito (Peugeot, PB), 32 voltas em 47:29.707 (média de 149,37 km/h)
2º) 0 – Cacá Bueno (Peugeot , RJ), a 2.127
3º) 21 – Thiago Camilo (Chevrolet , SP), a 2.403
4º) 1 – Antonio Pizzonia (Peugeot , AM), a 3.342
5º) 65 – Max Wilson (Chevrolet , SP), a 4.129
6º) 10 – Ricardo Zonta (Peugeot , PR), a 5.528
7º) 90 – Ricardo Mauricio (Chevrolet , SP), a 6.644
8º) 99 – Xandinho Negrão (Chevrolet , SP), a 7.464
9º) 80 – Marcos Gomes (Chevrolet , SP), a 8.777
10º) 15 – Antonio Jorge Neto (P3 , SP), a 8.995
11º) 29 – Daniel Serra (Peugeot , SP), a 9.473
12º) 55 – Paulo Salustiano (Chevrolet , SP), a 10.108
13º) 7 – Thiago Marques (Peugeot , PR), a 11.731
14º) 9 – Giuliano Losacco (Peugeot , SP), a 12.028
15º) 14 – Luciano Burti (Chevrolet , SP), a 15.075
16º) 31 – William Starostik (Chevrolet , PR), a 16.167
17º) 6 – Alceu Feldmann (Chevrolet , PR), a 16.786
18º) 35 – David Muffato (Peugeot , PR), a 17.420
19º) 18 – Allam Khodair (Peugeot , SP), a 18.272
20º) 44 – Norberto Gresse (Chevrolet, SP), a 18.489
21º) 16 – Daniel Landi (Peugeot , SP), a 19.705
22º) 3 – Chico Serra (Peugeot , SP), a 21.656
23º) 33 – Felipe Maluhy (Peugeot , SP), a 23.013
24º) 8 – Pedro Gomes (Chevrolet , SP), a 35.444
25º) 63 – Lico Kaesemodel (Chevrolet , PR), a 2 voltas
26º) 37 – Claudio Capparelli (Peugeot , RJ), a 3 voltas
27º) 11 – Nonô Figueiredo (Chevrolet , SP), a 9 voltas
28º) 51 – Atila Abreu (Chevrolet , SP), a 14 voltas
29º) 74 – Popó Bueno (Chevrolet , RJ), a 16 voltas
30º) 5 – Enrique Bernoldi (Peugeot , PR), a 23 voltas
31º) 20 – Ricardo Sperafico (Peugeot , PR), a 25 voltas
32º) 23 – Duda Pamplona (Chevrolet , RJ), a 31 voltas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *