Stock: Xandinho diz que primeiro teste “foi bom enquanto durou”

Carro dá apenas sete voltas antes de quebrar na abertura da pré-temporada da Stock Car.

A ansiedade pela volta às pistas se misturou ao sentimento de frustração. Depois de completar apenas sete voltas nesta segunda-feira, no primeiro dos dois dias de testes de pré-temporada da Stock Car, o carro de Xandinho Negrão (Medley) voltou para os boxes de Interlagos sobre o caminhão-plataforma. “O motor apagou por causa da queda da pressão de óleo. Estamos investigando as causas. Ainda não dá para saber se foi mesmo uma quebra mecânica”, comentou.

Com novidades técnicas (um motor com 520 cavalos de potência contra os 480 daquele que vinha sendo utilizado, sistema de injeção eletrônica e a estreia do etanol como combustível) e desportivas (vários pilotos mudaram de equipe e antigos campeões como Giuliano Losacco e Chico Serra não conseguiram vaga), a Stock Car encerrou o período de quase três meses de inatividade. Mas não conseguiu escapar dos problemas com os motores, cuja parte mecânica ainda parece longe da resistência ideal.

Apesar da curta permanência na pista, seca mas sob permanente ameaça de chuva, Xandinho aprovou as novidades. “Enquanto andei, foi legal. O motor é melhor em tudo, de velocidade final, de torque… Apesar do ganho de potência, os componentes não estão sendo sobrecarregados. Esse câmbio, por exemplo, já trabalhava com folga no ano passado. Agora, ficou mais justo”, analisou.

Pela manhã, a pista esteve reservada às gravações da nova novela das 20 horas da TV Globo que abordará o universo do automobilismo em geral e da Stock Car em particular. A segunda e última sessão de testes antes da abertura do calendário será realizada nesta terça-feira, a partir das 9 horas. Serão mais dois treinos com 30 minutos de duração para cada um dos grupos – A e B. A primeira etapa está marcada para 28 deste mês, na mesma pista de Interlagos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *