Super Fórmula 2.0: Em união ao pole, pilotos não disputam segunda etapa da temporada

Victor Guerin garantiu a primeira posição no grid da segunda corrida do ano, mas não pode competir por ser novato na categoria e não dispor, ainda, de carteira de piloto graduado. Demais competidores abriram mão da participação na etapa em solidariedade ao companheiro, e campeonato só voltará à ativa no dia 03 de maio.

Depois de conquistar a segunda posição em sua corrida de estréia no automobilismo, o paulista Victor Guerin (Blaüsiegel) continua impressionando pela velocidade com que vem se adaptando ao monoposto da Super Fórmula 2.0. Comprovando a expectativa de uma participação competitiva já no segundo treino classificatório de sua carreira, ele conquistou a pole position para a corrida deste domingo, em Interlagos, mas só pode comemorar o resultado por alguns minutos.

Já falando como o piloto mais rápido do dia, Victor recebeu a notícia de que não poderia competir neste domingo em virtude de uma incompatibilidade entre o que está escrito em sua carteira de piloto e a experiência exigida pelo regulamento da categoria.

“Não cheguei a competir os últimos dois anos consecutivos entre os graduados no kart, e por isso sou considerado piloto novato no automobilismo embora já tenha corrido até mesmo na categoria Shifter”, explicou ele. “Disputei a primeira etapa sem problemas, mas acabei sendo impedido de competir desta vez porque o regulamento da categoria não permitia a participação de novatos. A mudança no regulamento já foi feita, mas não entrou em vigor neste fim de semana e só poderei voltar a correr na terceira etapa”, completou.

Em solidariedade ao companheiro, os demais pilotos da Super Fórmula 2.0 decidiram não largar para a corrida deste domingo, e oficializaram a posição em comunicado enviado à Federação de Automobilismo de São Paulo. Em conseqüência disso, o campeonato da categoria só voltará à ativa no dia 03 de maio.

“Fiz um treino de classificação muito bom, apesar da minha melhor volta ter sido três décimos de segundo superior à que tínhamos registrado na sexta-feira”, narrou Guerin. “Mas todos os pilotos pioraram um pouco e, quando fechei meu melhor tempo, meu chefe de equipe me chamou no rádio e disse que aquele deveria ser mesmo o tempo mais baixo do dia. Então recolhi o carro para os boxes para poupar os pneus. Foi uma pena não ter podido correr, mas ao menos mostramos que estamos competitivos e que a briga pelo título continuará interessante”, encerrou Guerin.

O piloto paulista ocupa a segunda posição na tabela com 15 pontos. Nathan Silva é o líder, com 20. Os dois fecharam a rodada de abertura da competição nas duas primeiras colocações.

Victor Guerin chega ao automobilismo depois de uma carreira vitoriosa no kart, e não por acaso escolheu a Dragão Motorsport para ser sua primeira casa no automobilismo. Em 2002, a equipe disputou o título na estréia de Allam Khodair na Fórmula Renault, e sagrou-se vice-campeã da categoria três anos depois com Alan Hellmeister. A Super Fórmula 2.0 utiliza os mesmos carros da extinta Fórmula Renault, só que com motores preparados pelo Instituto Mauá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *