Super Fórmula 2.0: No Dia Internacional da Mulher, Sarah destaca capacidade feminina

Única piloto brasileira no grid da estreante Super Fórmula 2.0, Sarah Sanches explica que não é força que determina um campeão no automobilismo.

Sarah já participou de categorias fora do país, como a Fórmula Chevrolet no Uruguai e Fórmula Renault Argentina, mostrando ser uma competidora muito forte dentro das pistas e de nada demonstrando ser o sexo frágil.

Perguntada sobre a diferença entre homens e mulheres na pista, Sanches explica: “A participação da mulher no automobilismo em geral é muito importante pois esse realmente é um esporte com domínio masculino. No automobilismo você não fala de força como um fisioculturismo ou um basquete onde a mulher salta menos do que um homem. A força não é tão importante e sim a habilidade e o talento, claro que resistência é importante mas a força não é o mais importante”.

Sarah Sanches não teve a oportunidade de participar do treino classificatório devido a uma forma gripe. Largando na última colocação a jovem não conseguiu completar a primeira volta devido a quebra do seu câmbio.

A próxima etapa da Super Fórmula 2.0 acontece no dia 5 de abril em Interlagos (SP).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *