Super GT: João Paulo de Oliveira busca manter a liderança no Japão

Segunda etapa do certame marca a prova de reinauguração do autódromo de Suzuka.

Líder da competição. É com esse status que o brasileiro João Paulo de Oliveira parte para a disputa da segunda etapa do Super GT japonês, principal competição de carros esportivos do Oriente. “Chegar na liderança nos traz uma motivação a mais para buscar um bom resultado e continuar na ponta da tabela”, conta o piloto da Nissan, que compete profissionalmente pela sexta temporada seguida no Japão. A corrida acontece no próximo domingo (19/04), no autódromo de Suzuka.

João Paulo conquistou a liderança do certame ao vencer debaixo de muita chuva e de forma contundente a corrida de abertura da temporada, em Okayama. Na ocasião ele colocou mais de 20 segundos de vantagem entre seu GT-R e o segundo colocado, e impôs uma volta na dupla que ocupou o quinto lugar. Mas para a corrida de Suzuka, ele não prevê tanta facilidade. “Será uma prova bem difícil. Em virtude da vitória, carregaremos um peso extra de 70 quilos nesta corrida e isso com certeza afetará o nosso rendimento. Porém faremos o possível”, explica o piloto, que divide o cockpit com o japonês Seiji Ara.

A corrida de domingo será uma grande festa e receberá toda a atenção do público e da mídia japonesa. Isso porque a prova será a primeira após a reinauguração do autódromo de Suzuka, que ficou mais de seis meses fechado para reformas. “Não sabemos ainda quais são as características do novo asfalto, mas espero que seja parecido com o de Sepang, na Malásia, onde vencemos nas duas últimas temporadas”, comenta.

A pista que mais vezes decidiu o campeão do mundial de Fórmula 1 (10 vezes), e que este ano volta a receber o GP do Japão, se modernizou, mas não teve mudanças no desenho do traçado. “É uma pista que favorece o Nissan GT-R, pois é de muita velocidade e com curvas de alta”, ressalta o brasileiro. Apesar de o circuito ser da Honda, ele minimiza o favoritismo da montadora e acredita que outros adversários também estarão fortes. “Acho que os Lexus também estão muito bem em aerodinâmica. Acredito que serão nossos maiores adversários aqui e durante o ano”, aposta.

Calcanhar de Aquiles nos últimos anos, a versão deste ano dos pneus Yokohama também colabora para as boas expectativas e o bom desempenho inicial do brasileiro em 2009. “Estamos sentindo uma melhora muito grande em relação aos anos anteriores. Em Okayama fizemos o terceiro tempo na classificação com pista seca, um segundo mais rápido que o melhor Nissan com Bridgestone. E na chuva vencemos com sobras. Estou otimista”, completa JP, como ele é conhecido no Japão.

Uma possível novidade que João Paulo terá em seu GT-R para essa prova é um novo sistema de refrigeração de ar interna, para dar mais conforto ao piloto durante a prova. “Pode ser que utilizemos ar-condicionado. Testamos em Motegi na semana passada e o novo sistema nos agradou bastante. Porém ainda estamos em dúvida se já colocamos nessa etapa ou somente na próxima”, finaliza.

Esta é a classificação da Super GT após uma etapa:

1) João Paulo de Oliveira (BRA)/Seiji Ara (JAP), Nissan GT-R (Y), 20 pontos
2) Ryo Michigami (JAP)/Takashi Kogure (JAP), Honda NSX (B), 15
3) Ralph Firman (GBR)/Takuya Izawa (JAP), Honda NSX (B), 11
4) Sebastian Philippe (FRA)/Matsuda Tsugio (JAP), Nissan GT-R (B), 8
5) Toshihiro Kaneishi (JAP)/Koudai Tsukakoshi (JAP), Honda NSX (B), 6
6) Richard Lyons (IRL)/Yuji Tachikawa (JAP), Lexus SC 430 (B), 5
7) Loic Duval (FRA)/Yuki Nakayama (JAP), Honda NSX (D), 4
8) Yuji Ide (JAP)/Shinya Hosokawa (JAP), Honda NSX (B), 3
9) Hiroaki Ishiura (JAP)/Kazuya Oshima (JAP), Lexus SC 430 (B), 2
10) Bjorn Wirdheim (SUE)/Daisuke Ito (JAP), Lexus SC 430 (B), 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *