Superbike: Bruno Corano é o novo líder e acirra disputa pelo título do Pirelli SBK

O piloto Bruno Corano é o novo líder do Pirelli Superbike. Ele assumiu a primeira colocação da competição após terminar a 3ª etapa do torneio, que aconteceu este domingo (27 de junho) na segunda colocação. O vencedor da prova foi o paulista Pierre Chofard e Murilo Colatreli, que era o líder, ficou na terceira colocação.

Bruno Corano quebrou a perna há pouco mais de dois meses e esta foi a primeira prova que o piloto competiu em boas condições depois do seu retorno. Ele já havia participado de uma etapa do TNT SBK no dia 16 de maio, mas estava muito longe de suas condições ideais.

“Quem já quebrou a perna sabe como é. A musculatura fica atrofiada e eu ainda não estou 100%, mas já estou bem melhor do que estava na última etapa. Estou feliz com o meu desempenho nessa prova e em ter assumido a liderança do Pirelli SBK, mas a partir de agora vou correr pensando somente em me divertir”, explicou o piloto.

Corano largou na frente mas foi ultrapassado logo na segunda volta por Pierre Chofard que, depois que conquistou a ponta, abriu uma boa vantagem e não deu mais chances aos seus adversários. O paulista venceu com mais de quatro segundos de vantagem sobre Bruno e fez a volta mais rápida, com o tempo de 1:40.418.

Murilo Colatreli, que era o líder do Pirelli Superbike até esta etapa acabou perdendo a ponta da competição, mas está a apenas um ponto de distância de Bruno Corano. O piloto de Monte Alto, interior de São Paulo, sofreu um acidente nos treinos de sábado e correu com uma lesão no ombro. Com a terceira posição, ele manteve a liderança do SBK Series.

“No final das contas foi uma boa corrida pra mim. Saio satisfeito pelo terceiro lugar e por continuar na briga pelos dois títulos. Estava muito rápido nos treinos de sábado mas hoje, por causa da contusão, não consegui manter o ritmo. Principalmente nas curvas quando a moto fazia o “chicote” era muito difícil de segurar por causa do ombro”, disse.

A quarta colocação ficou com Alecsandre “Doca” Brieda e o quinto colocado foi José Luiz “Cachorrão” Teixeira. Maycon Zandavalli, que havia originalmente terminado na quinta posição foi desclassificado da prova por atitude anti-desportiva após se desentender com Daniel Gurgel.

Na categoria Pro-Am, quem venceu foi Diego Pretel que terminou na oitava colocação geral e a cada dia se firma mais como uma das novas revelações do esporte no Brasil. O segundo colocado foi Anderson Fernando “Danadinho”, seguido de Fabio Adas, Fernando Tomilheiro e Helder Shad.

Outras categorias

Entre os pilotos da Superbike Master, destaque para o retorno de Paulo Amaral. Depois de ter sofrido um forte acidente na etapa do dia 4 de abril, o piloto retornou com uma segunda colocação, atrás de Ricardo Gornati.

Com diversas conquistas na carreira, Paulinho voltou depois de ter realizado apenas um treino e se recuperando de uma trombose que faz com que a dificuldade da competição fique ainda maior. Entre os estreantes, Alan Douglas venceu mais uma vez e continua invicto.

Na SBK Light, Welington ficou com a primeira colocação, seguido de Gilvan Zeferino Costa e Newton Patrício Crespi. Na Stock, Júlio César Parra ganhou, deixando Reinal Bomfim Junior e Rodrigo Teixeira Silva pra trás.

Na categoria Ninja 250cc, que contou com mais de trinta motos e levantou o público, as disputas foram emocionantes. A vitória ficou com Douglas Figueiredo, que abriu mais de quinze segundos de vantagem sobre o segundo colocado Sandro Paganelli. Pela segunda posição, a briga foi mais acirrada. Menos de dois décimos separaram Paganelli de Ricieri Luvizotto. Na Light, o vencedor foi Maurício Prado, seguido de Eduardo Bassan e Thiago de Souza.

Na 600cc Naked, Mauro Thomassini não deu chances para Renan Alves e venceu com dez segundos de vantagem sobre o adversário. William da Costa foi terceiro, seguido dos “Fábios” Brandt e Frias. Na Pro, quem se deu foi Thales Monteiro, que venceu o duelo com Danilo Lewis. A terceira posição foi de Eduardo Neto e a quarta de Sérgio de Laurentys.

Pedro Sala  faturou o primeiro lugar da 600cc Pro Am, seguido de Alex Sandro Martins e Ronaldo Caselli. Na 600cc Stock, a vitória foi de Ricardo Fernandes. O segundo foi José Carlos Júnior. Depois dele vieram Wellington Barbosa e Carlos de Carvalho.

Na última bateria do dia, Murilo Ribeiro faturou a vitória com boa vantagem sobre Lucas Braga, o segundo colocado. Sergio Gaeta foi terceiro, seguido de Rubens Pacheco e Pierre Gomes. Danilo Dobilas ganhou a Classic 135cc, ficando a frente de Rodrigo Maier, Eriko de Melo e Eduardo Baccarin.

A próxima etapa do SBK Series acontece no dia 18 de julho, no autódromo de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, RJ. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *