Superleague Fórmula: Em Portugal, Liverpool aumenta vantagem na liderança

A equipe inglesa Liverpool, com o espanhol Adrian Valles, aumentou a sua liderança na tabela de pontos, após a disputa da 4ª rodada dupla da temporada, no circuito de Estoril, em Portugal. Com 282 pontos o Liverpool soma 58 pontos a mais do que o também inglês Tottenham, que tem como piloto o inglês Craig Dolby.

7ª prova:

Na largada o brasileiro Antonio Pizzonia, do brasileiro Corinthians, levou um toque de Valles, com o argentino Esteban Guerrieri, do grego Olympiacos, assumindo a liderança.

Guerrieri abriu 1s7 de vantagem até o começo dos pit stops obrigatórios, quando foi superado por Valles e Pizzonia.

Na 20ª volta a estreante Maria de Villota, do espanhol Atlético de Madrid, primeira mulher a competir na categoria, atrapalhou os lideres, com Guerrieri atacando Pizzonia pelo lado de fora da curva seis. O brasileiro conseguiu segurar o argentino, contudo uma curva depois Guerrieri conseguiu a ultrapassagem.

Guerrieri passou a pressionar Valles, que com problemas nos freios, escorregou na curva dois, permitindo ao argentino mergulhar na curva seguinte para reassumir a liderança.

Nas quatro voltas restantes o argentino (que já guiou neste ano para o árabe Al Ain e o espanhol Sevilha) abriu dois segundos de vantagem para vencer pela segunda vez no ano (ele venceu em Zolder, pelo Al Ain). Foi a primeira vitória do Olympiacos na categoria.

Valles foi o segundo, seguido por Pizzonia. O brasileiro deu sorte por não ter sido penalizado após deixar os pits com o macaco traseiro ainda preso no carro.

“Largar da pole e terminar no pódio é sempre bom. Obviamente eu queria mais, mas pequenos problemas não me ajudaram na corrida”, declarou Pizzonia.

Com problemas na caixa de marchas, o suíço Basel, com o alemão Max Wissel, não largou, perdendo a vice-liderança do campeonato para o Tottenham, 8º colocado na prova.

Estreante mais badalado do final de semana, o francês Sébastien Bourdais, do Sevilha, foi o 11º. O brasileiro Enrique Bernoldi, do brasileiro Flamengo, terminou em 13º.

8ª prova:

Também estreante, o português Álvaro Parente, do português Porto, venceu a oitava prova. Bourdais e Bernoldi completaram o pódio.

Com o grid totalmente invertido em relação a 7ª prova, o Basel alinhou na pole-position. Na largada, Bernoldi pulou da 5ª posição para a primeira posição.

Na 7ª volta o flamengista tinha 3s7 de vantagem sobre Parente. Com pneus novos Bernoldi preferiu permanecer na pista por mais tempo, fazendo o seu pit stop obrigatório na 12ª volta, três depois do que os rivais.

Parente, que após a sua parada, começou a rodar 1s5 mais rápido, assumiu a liderança, seguido por Bernoldi, que tinha que se defender dos ataques de Bourdais.  Na metade da corrida o francês ultrapassou Bernoldi. 

Bourdais diminuiu uma desvantagem de cinco segundos para um, mas não conseguiu se aproximar o suficiente para tentar a ultrapassagem sobre Parente.

Parente recebeu a bandeirada com 1s065 de vantagem sobre o tetra-campeão da extinta ChampCar. Bernoldi foi o 3º, após suportar forte pressão de Yelmer Buurman, do belga Anderlecht. O holandês fez uma grande prova de recuperação, após sair da pista na primeira volta, caindo para o final do pelotão. Ele repetiu o 4ª lugar da primeira prova.

“Infelizmente meu segundo jogo não estava tão bom e eu ainda tive problemas com os freios no final da prova. Não deu para evitar a ultrapassagem, mas acho que o terceiro lugar é um ótimo resultado, já que garantiu a presença do Flamengo no pódio”, afirmou Bernoldi.

Pizzonia terminou em 5º, sendo o piloto que mais somou pontos nas duas provas. O italiano Milan, com o italiano Giorgio Pantano, foi novamente 6ª colocado.

Valles foi o 9º. O Basel, que havia terminado na 9ª posição, recebeu uma punição de 25s, devido a Wissel ter feito o seu pit stop muito cedo, perdendo duas posições. O Tottenham abandonou na segunda volta.

Super Final:

Com o novo sistema de classificação para a Super Final (ao invés dos três primeiros colocados de cada prova, classificam-se agora os seis que somarem mais pontos nas duas provas), Pizzonia garantiu a pole-position.

O Sevilha, o Olympiacos, o Liverpool, o Anderlecht e o Milan se juntaram os Corinthians para a prova, que não vale pontos para o campeonato. Contudo o vencedor leva um prêmio de cem mil Euros.

Pizzonia manteve a ponta na largada, espremendo seu parceiro na primeira fila Buurman no muro dos pits. Isso permitiu a Valles assumir o segundo lugar, com Guerrieri e Bourdais lutando pela terceira posição, com o francês ganhando a disputa na curva um.

Na terceira curva Valles superou Pizzonia que passou reto na curva (o carro do brasileiro entrou no modo de segurança, o que impede o piloto trocar de marchas, tanto para subir quanto reduzir). Duas curvas depois Bourdais e Guerrieri ultrapassaram Valles.

Bourdais venceu a curva prova, de apenas cinco voltas, com Guerrieri em segundo e Valles na 3ª posição. Pizzonia abandonou na 4ª volta.

“É ótimo voltar ao topo do pódio’, declarou Bourdais.

Faltando duas rodadas duplas para o encerramento da temporada o Liverpool soma 282 pontos. Em segundo o Tottenham tem 224, uma a mais do o Basel. O Corinthians, em 4º, com 211, ainda tem chances de ser campeão.

A próxima rodada dupla acontece no dia 4 de outubro, em Monza, na Itália.

Final, prova 7ª prova:

1) Olympiacos (GRE) – Esteban Guerrieri (ARG), 30 voltas em 45min47s271;

2) Liverpool (ING) – Adrian Valles (ESP), a 2s166;

3) Corinthians (BRA) – Antonio Pizzonia (BRA), a 3s010;

4) Anderlecht (BEL) – Yelmer Buurman (HOL), a 13s980;

5) Rangers (ESC) – John Martin (AUS), a 18s200;

6) Milan (ITA) – Giorgio Pantano (ITA), a 28s787;

7) Roma (ITA) – Franck Perera (FRA), a 31s158;

8) Tottenham (ING) – Craig Dolby (ING), a 35s764;

9) Sporting (POR) – Pedro Petiz (POR), a 1min00s995;

10) PSV (HOL) – Carlo Van Dam (HOL), a 1min21s104;

11) Sevilha (ESP) – Sébastien Bourdais (FRA), a 1min22s390;

12) Lyon (FRA) – Nelson Panciatici (FRA), a 2min25s470;

13) Flamengo (BRA) – Enrique Bernoldi (BRA), a 1 volta;

14) Atlético de Madrid (ESP) – Maria De Villota (ESP), a 1 volta;

15) Midtjylland (DIN) – Kasper Anderson (DIN), a 2 voltas;

16) Porto (POR) – Alvaro Parente (POR), a 19 voltas;

17) Galatasatay (TUR) – Ho-Pin Tung (CHN), a 22 voltas;

18) Basel (SUI) – Max Wissel (ALE), a 30 voltas.
 

Final, 8ª prova:

1) Porto (POR) – Alvaro Parente (POR), 30 voltas em 46min07s422;

2) Sevilha (ESP) – Sébastien Bourdais (FRA), a 1s065;

3) Flamengo (BRA) – Enrique Bernoldi (BRA), a 19s892;

4) Anderlecht (BEL) – Yelmer Buurman (HOL), a 20s373;

5) Corinthians (BRA) – Antonio Pizzonia (BRA), a 20s747;

6) Milan (ITA) – Giorgio Pantano (ITA), a 28s774;

7) Galatasatay (TUR) – Ho-Pin Tung (CHN), a 34s531;

8) Rangers (ESC) – John Martin (AUS), a 35s266;

9) Liverpool (ING) – Adrian Valles (ESP), a 28s677;

10) PSV (HOL) – Carlo Van Dam (HOL), a 45s032;

11) Basel (SUI) – Max Wissel (ALE), a 1min00s641;

12) Roma (ITA) – Franck Perera (FRA), a 1min35s981;

13) Atlético de Madrid (ESP) – Maria De Villota (ESP), a 1 volta;

14) Olympiacos (GRE) – Esteban Guerrieri (ARG), a 2 voltas;

15) Lyon (FRA) – Nelson Panciatici (FRA), a 2 voltas;

16) Midtjylland (DIN) – Kasper Anderson (DIN), a 24 voltas;

17) Sporting (POR) – Pedro Petiz (POR), a 27 voltas;

18) Tottenham (ING) – Craig Dolby (ING), a 29 voltas.
 
Final, Super Final:

1) Sevilha (ESP) – Sébastien Bourdais (FRA), 5 voltas em 7min31s629;

2) Olympiacos (GRE) – Esteban Guerrieri (ARG), a 1s270;

3) Liverpool (ING) – Adrian Valles (ESP), a 5s584;

4) Anderlecht (BEL) – Yelmer Buurman (HOL), a 6s611;

5) Corinthians (BRA) – Antonio Pizzonia (BRA), a 1 volta;

6) Milan (ITA) – Giorgio Pantano (ITA), a 2 voltas.

Campeonato:

1) Liverpool (ING), 282 pontos;

2) Tottenham (ING), 224;

3) Basel (SUI), 223;

4) Milan (ITA), 212;

5) Corinthians (BRA), 211;

6) Porto (POR), 203;

7) Anderlecht (BEL), 189;

8) Olympiacos (GRE), 178;

9) Rangers (ESC), 173;

10) Roma (ITA), 150;

11) Flamengo (BRA), 150;

12) Atletico de Madrid (ESP), 142;

13) Midtjylland (DIN), 137;

14) Sporting (POR), 136;

15) Al Ain (EAU), 135;

16) Galatasatay (TUR), 133;

17) Lyon (FRA), 104;

18) PSV (HOL), 95;

19) Sevilla (ESP), 89.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *