Trofeo Maserati: Em Tarumã, ‘dono da casa’ Abramo Mazzochi faz a festa

Depois de largar na 2ª posição e de ter o azar de um pneu dianteiro furado na 14a volta, ainda na 1a bateria, o piloto gaúcho Abramo Mazzochi surpreende a todos e vence a 2ª etapa do Campeonato Brasileiro Maserati, no Autódromo Internacional de Tarumã, em Viamão, RS, em corrida emocionante já que havia terminado a primeira parte da prova em 8o lugar.

“Posso dizer que nesta prova o azar e a sorte andaram juntos. Quando meu pneu furou e cai para a 8a posição, pensei que tinha tudo acabado. Principalmente porque o Cattalini estava realizando uma bela prova. Entrei na segunda bateria para o tudo ou nada”, disse aliviado Mazzochi.

A corrida foi emocionante desde o seu início, por conta dos pegas entre os pilotos Abramo Mazzochi, César Urnhani, Marcelo Hahn, Rafael Derani, Valter Rossete e Chico Longo. Em 2º lugar chegou Valter Rossete, que fez uma corrida impecável. “A prova foi um desafio depois de tantos incidentes e acidentes. Durante a primeira bateria, optei por poupar o carro. Consegui administrar minhas posições. Na segunda bateria, em virtude dos erros dos primeiros colocados, aguardei a hora certa de ir para cima”, argumentou Rossete.

O jovem piloto Rafael Derani, que perdeu nas primeiras voltas seu 3º lugar e ficou em 5º durante boa parte da prova, fechou a primeira bateria em 4º lugar. “A corrida foi disputadíssima. Como o Abramo e o Rossete estavam pressionando muito, resolvi não forçar. Estou feliz com o resultado e gostaria de colocar todo crédito desta minha participação para a equipe que trabalhou duro durante a semana”, ressaltou Rafael.

Grande corrida foi também do piloto Walter Derani, que terminou a corrida em 4o lugar. “Não estava esperando chegar nesta posição. Meu carro, durante os treinos, não estava me passando confiança. Saia de frente nas curvas de alta e de traseira nas curvas de baixa. Por isso, optei por me manter na pista por conta desta insegurança. As poucos, no entanto, estou pontuando no campeonato. Estou satisfeito com a minha participação”, afirmou o piloto.

O piloto Renato Cattalini, que estava realizando uma corrida excepcional, ficou com 5ª colocação, um resultado que ainda o deixa entre os três primeiros na classificação geral. “Meu carro estava perfeito. Fazia uma corrida redondinha, mas por conta de um toque do César em meu carro, acabei perdendo algumas posições durante a prova”, lamentou o piloto paranaense.

Ao término da 2a etapa, a classificação geral do Campeonato Brasileiro Maserati mantém o piloto César Urnhani como líder, com 75 pontos. Mas Renato Cattalini assume a vice-liderança, a apenas 2 pontos de Urnhani, com 73 pontos. Rafael Derani cai para o 3o lugar, com 71 pontos.

No entanto, às 15h50, quando quase todos os pilotos haviam deixado o Autódromo Internacional de Tarumã, a CBA – Confederação Brasileira de Automobilismo pronunciou-se quanto à desclassificação de César Urnhani (já definida) e o piloto Abramo Mazzochi sob investigação, pois um de seus mecânicos invadiu o “parking” fechado, logo após o encerramento da prova, ato proibido em regulamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *