Truck: Calor de Fortaleza pode desidratar pilotos

O forte calor de Fortaleza poderá deixar alguns pilotos desidratados durante a segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck, a ser realizada domingo (dia 16/4), no Autódromo Virgilio Távora. A prova terá início às 12h30, com 50 voltas de duração.

Entre aqueles que estão preocupados com o calor figuram o tricampeão Wellington Cirino, da equipe ABF/Mercedes-Benz, e o médico oficial da categoria Daniel Moraes. Cirino diz que procurará tomar muito liquido antes e durante a corrida. “Será uma corrida muito desgastante para os caminhões e para os pilotos”, afirma Cirino.

Já o Dr. Daniel Moraes argumenta que está preparado para qualquer eventualidade. “Estou recomendando muito liquido a todos. Os pilotos sofrerão muito com o calor. Tenho soro a vontade para todos, mas será interessante quem está no autódromo, não estão acostumados a esta temperatura, ingiram no mínimo dois litros de água por dia”, recomenda Daniel.

Caminhões na pista

Em função das chuvas que caíram em Fortaleza nos últimos 15 dias, as obras de reformas do Autódromo de Fortaleza atrasaram e os caminhões que disputarão a segunda etapa da Fórmula Truck vão à pista somente amanhã (sábado). O primeiro treino será a partir das 9 horas e a partir das 15 horas, será realizado o treino classificatório, que definirá o grid de largada.

A equipe de técnicos trabalha nos últimos retoques da pista.

Sem atividades hoje (sexta-feira), os pilotos acompanharam a montagem dos caminhões nos boxes e alguns percorreram o circuito a pé, com o objetivo de conhecer detalhes da pista. Ente os pilotos que foram à pista (a pé) está o tricampeão da categoria Wellington Cirino, da equipe ABF/Mercedes-Benz. Mesmo apoiado por uma bengala (está recuperando-se do acidente que sofreu no ano passado em Londrina), ele percorreu todo o circuito e gostou das características. “Mesmo sendo um circuito curto, será uma corrida de alta velocidade. O calor exigirá muito dos motores e freios. As características da pista também projetam muitas ultrapassagens. Isto será bom para o público, que assistirá um grande espetáculo”, finaliza Cirino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *