Truck: Camisa com radiador é aposta no calor de Fortaleza

Com calor de cerca de 34 graus no Autódromo Virgílio Távora, em Eusébio (CE), a Fórmula Truck terminou a classificação da quarta etapa do campeonato. O excesso de fumaça nos caminhões marcou o sábado na pista cearense. O piloto José Maria Reis (Scania) foi um dos que se livrou do problema de fumaça, que resulta em desclassificação no treino.

Com alguns problemas de acerto do caminhão o piloto goiano Zé Maria ficou apenas com a 12ª posição no grid de largada para a corrida deste domingo. “Realmente tivemos problemas durante os treinos de sexta e também de hoje (sábado). Fizemos várias alterações no caminhão durante a madrugada, mas não foi o suficiente para uma boa colocação no grid”, explica Reis.

Assim como nos treinos da manhã deste sábado, José Maria não conseguiu um tempo de volta como ele esperava. “Vim para Fortaleza com esperança de um ótimo resultado, já que em Goiânia fiz bons treinos e também tempos abaixo da pole position da Truck de 2005”, conta o piloto. “Mas para a prova de amanhã estou bastante animado. Sou um dos poucos pilotos que possuiu uma camisa especial com refrigeração e isso deverá ser diferencial durante a corrida”, completa.

O calor da região deverá atingir sensações térmicas na casa dos 60 graus dentro da cabine do caminhão de corrida. Zé Maria aposta em uma corrida muito boa durante a tarde deste domingo. A prova acontece a partir das 14h e terá uma hora de duração com transmissão ao vivo pela Rede Bandeirantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *