Truck: Débora Rodrigues faz prova de recuperação e marca pontos para Volkswagen

Única mulher da categoria mostrou garra para sair de Curitiba com dois pontos; outros pilotos da Volkswagen tiveram suas provas prejudicadas por acidentes causados por adversários.

Uma das corridas mais acidentadas dos últimos anos marcou a disputa da oitava etapa da Fórmula Truck hoje, em Curitiba. Entre os vários pilotos que tiveram uma prova movimentada, um dos destaques foi Débora Rodrigues, que compete com um caminhão Volkswagen Constellation e é a única mulher a correr na categoria.

A piloto da equipe Volkswagen saiu na 14ª colocação, fez uma boa largada e já estava na zona de pontuação quando sofreu um acidente com Pedro Muffato. Após a batida, a piloto caiu para a última colocação, perdendo bastante tempo nos boxes para conseguir voltar à pista.

Tanta garra acabou sendo premiada. Com uma corrida cheia de acidentes, Débora conseguiu recuperar diversas posições e marcou dois pontos para a Volkswagen, que segue sendo a vice-líder entre as marcas.

“Fazia tempo que não via uma corrida tão movimentada. Foram muitos acidentes e fiz de tudo para escapar da batida com o (Pedro) Muffato, mas ele fechou a porta quando eu já estava por dentro. Mesmo assim, meu caminhão conseguiu resistir a esta forte batida e pude continuar competindo. Foi preciso muita garra para seguir na pista e fico feliz que tenha marcado pontos hoje”, afirma Débora, que, com o 9º lugar de hoje, acumula 25 pontos, com a décima colocação na tabela entre os 26 pilotos da Fórmula Truck.

Acidentes provocados por outros adversários também prejudicaram os pilotos da Volkswagen. Logo na primeira volta, o pole position Beto Monteiro largou mal e foi ultrapassado por vários pilotos, inclusive por Felipe Giaffone e Valmir Benavides. Mas, na passagem dos dois pilotos da RM Competições, Monteiro acabou batendo em Benavides, provocando também a saída de Giaffone.

“Fiquei bastante chateado com o acidente, que acabou fazendo um jogo de equipe estranho, tirando dois rivais do companheiro de equipe dele (Roberval Andrade) ao mesmo tempo”, reclamou Giaffone. Monteiro foi punido pelos comissários desportivos devido ao acidente causado envolvendo os pilotos da Volkswagen.

O atual campeão da Truck e Hisgué não marcaram pontos hoje, mas seguem com chances de título, em 4º e 5º na tabela, respectivamente. Somente os cinco primeiros têm possibilidades matemáticas de se sagrar campeão em 2008.

Além de Giaffone e Hisgué, Renato Martins também tinha esperanças de fazer uma boa prova hoje em Curitiba. Largando em 13º lugar, ele fez uma excelente largada e já ocupava a 6ª colocação na 12ª volta – marcando inclusive um ponto na bandeira amarela programada.

Mas um toque com Vinicius Ramires também tirou o piloto da Volkswagen da prova de hoje. “A prova de hoje foi muito acidentada, espero que os comissários desportivos conversem com os pilotos para que o espetáculo não seja prejudicado nas próximas provas”, completa o bicampeão da Truck.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *