Truck: Djalma Fogaça e Daniel Gianfratti estrearão motor eletrônico em SP

Completando 10 anos na Fórmula Truck, Fogaça aposta no desenvolvimento para melhorar os resultados a médio prazo.

A prova da Fórmula Truck em São Paulo neste final de semana não será só de festa para Djalma Fogaça, que está comemorando o seu Jubileu de Prata no automobilismo. Em Interlagos, tanto o decano da categoria quanto o seu companheiro na equipe Ford Racing Trucks/DF Motorsport Daniel Gianfratti, que fará sua estréia na temporada 2007 substituindo o catarinense Luís Zappelini – em recuperação de grave acidente na etapa anterior -, irão estrear o motor eletrônico no Ford Cargo. “É um grande passo que demos, e finalmente faremos o uso desta tecnologia em nossa equipe. Sabemos que poderemos ter muito trabalho e até dificuldades iniciais, mas só assim estaremos na vanguarda”, comentou Djalma. A largada para a terceira prova do campeonato será às 14h do domingo (20), com transmissão ao vivo da TV Band para todo o país.

O motor do caminhão de Fogaça será totalmente eletrônico, enquanto o do paulista Gianfratti será monitorado por bomba injetora. A mudança animou o “Caipira Voador”, que terá muitos dados para analisar e comparar. “Por enquanto não temos como saber qual será o resultado, pois testamos pouco este motor, mas esperamos que ele seja eficiente”, reconheceu. O intuito do piloto sorocabano que completou 10 anos na Fórmula Truck é fazer quilometragem e desenvolver o propulsor para ter bons resultados a médio prazo. “Uma hora tínhamos que estreá-lo, e temos que andar para ver o que pode acontecer na pista. Não adianta ficar acelerando apenas no dinamômetro”, avaliou o piloto e chefe de equipe da Ford Racing Trucks/DF Motorsport, que neste domingo será homenageado em seu box as 11h30 e voltará a usar o tradicional número 72 em seu Ford Cargo.

Mesmo com estas novidades, o trio da Ford deposita suas fichas sobre o pernambucano Beto Monteiro, que lidera o campeonato com 33 pontos, e manterá as mesmas configurações iniciais em seu Ford Cargo, na busca da manutenção da liderança em São Paulo. “O Beto já alcançou um bom número de pontos, e é nele que a equipe aposta para correr atrás do título este ano. É claro que nos esforçaremos em busca da vitória e dos pontos possíveis, mas sabemos que as chances ao final do ano estarão nas mãos dele”, concluiu Djalma Fogaça. O gaúcho Régis Boéssio, que corre no quarto caminhão preparado pela DF Motorsport, também manterá a mesma especificação técnica das duas primeiras etapas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *