Truck: Felipe Giaffone estréia em Cascavel pela Volkswagem

Treinos livres começaram hoje em Cascavel, circuito onde o ex-piloto da Indy nunca havia corrido; Renato Martins, campeão do ano passado, esteve entre os mais rápidos.

Os caminhões da Fórmula Truck participaram hoje em Cascavel, no norte do Paraná, do primeiro dia de treinos do GP de abertura da temporada, de olho nas novidades: novos caminhões, pinturas diferentes e estréia de pilotos.

Entre os destaques, está Felipe Giaffone. O piloto correu na Formula Indy no ano passado e em 2007 acelera um Volkswagen Constellation na Truck. Apesar de já ter feito algumas provas de caminhão em 2005 por outra marca, esta será a primeira temporada completa do piloto. E com um desafio extra neste final de semana: ele nunca correu no circuito de Cascavel.

“Quando eu corri nas categorias de base no Brasil, o autódromo daqui não recebia provas nacionais, porque não tinha condições antes da reforma promovida pela Truck”, explica Giaffone, que tem muito mais experiência em corridas no exterior do que no próprio país.

“Sei que o traçado é bastante desafiador, em especial a curva de alta velocidade no Bacião. Já me contavam histórias desta curva correndo de carro, agora vou encarar a famosa curva de caminhão…”, brincou o piloto da Volkswagen.

Neste primeiro dia de treinos, Giaffone gostou do traçado paranaense. Em sua estréia na pista, fez o sexto melhor tempo nesta sexta-feira, que também teve como destaque Renato Martins. Campeão do ano passado, ele é um dos favoritos à vitória da prova no domingo, marcada para as 14h, com transmissão ao vivo pela TV Band.

Hoje, ele encerrou os treinos em segundo, atrás apenas de Wellington Cirino. “O caminhão está bem acertado e estamos trabalhando em um bom ritmo”, diz Martins, que nega o favoritismo. “Eu vou brigar pela vitória, mas tem outros pilotos andando muito bem aqui. De fato, fui o campeão no ano passado e venci este GP em 2006, mas na Truck todas as equipes evoluem em ritmo impressionante”, completa.

A Truck ainda teve hoje a reestréia da Jonatas Borlenghi, também pela equipe RM Competições. Ele ficou em sétimo com seu Volkswagen Constellation, caminhão  que em 2007 corre com Selo Verde: suas emissões de carbono são compensadas pelo plantio de mil árvores, em parceria com o SOS Mata Atlântica. “É ótimo voltar à categoria e acho que teremos um final de semana bem competitivo”, explicou “Neno”, como é conhecido.

Débora Rodrigues, a única mulher a competir na categoria, ficou em 16º. Neste final de semana, ela busca manter a tradição do ano passado, na qual terminou todas as provas na zona de pontuação. “Um bom resultado aqui seria ótimo não apenas porque adoro Cascavel, mas também para homenagear todas as mulheres”, diz a piloto, em referência ao Dia Internacional da Mulher, celebrado no mundo todo na última quinta-feira.

Beto Napolitano e Urubatan Helou Junior não participarão deste GP e farão a estréia de seus caminhões Volkswagen na próxima etapa, em Tarumã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *