Truck: Felipe Giaffone vence em Caruaru (PE)

Vitória aconteceu de ponta à ponta.

Felipe Giaffone (Volkswagen) venceu o GP Aurélio Batista Félix, terceira etapa do Campeonato Brasileiro de F-Truck realizado neste domingo (dia 17) no Autódromo Internacional de Caruaru Ayrton Senna. Giaffone recebeu a bandeirada de chegada trazendo logo atrás seus dois companheiros de equipe, Valmir Benavides e Renato Martins, na segunda e terceira posições que fecharam para a Volkswagen as três primeiras posições. “Estou feliz com um bom fim de semana e logicamente estive mais tranqüilo na liderança com meus dois companheiros atrás. Se fosse o Cirino (Wellington) e o Fogaça (Djalma) eu ficaria bem mais preocupado”, contou o líder do campeonato.

Tanto Benavides como Martins se mostraram contentes e confirmaram que não tinha sentido, eles brigarem entre si e preferiram respeitar as posições. “Se eu tivesse largado na pole tenho certeza que o Felipe também não iria ficar disputando o tempo todo comigo”, diz o Hisgué como é conhecido Valmir Benavides. “A equipe está de parabéns pelo trabalho feito nessa semana. Temos que comemorar em Porto de Galinhas”, completou Renato Martins, o dono da equipe RM Competições.
Na quarta posição Wellington Cirino também comemorou o pódio com entusiasmo, já que teve problemas durante os dois dias de treinos e só no final na noite de sábado para domingo é que os mecânicos detectaram o defeito: um pedaço de plástico dentro do tanque de combustível de seu Mercedes. Cirino ganhou a quarta posição de Djalma Fogaça faltando três voltas para o final da prova, o que foi elogiado pelo próprio Fogaça na coletiva de imprensa. “O Cirino passou por mim numa manobra que eu só vi quando não dava mais para fazer nada. Mas estou contente porque estou vendo o caminhão evoluindo com muito trabalho. Não adianta ficar chorando e reclamando, o negócio é trabalhar”, lembra com convicção Djalma Fogaça que corre com o Ford Cargo.

Na classificação do campeonato para os cinco primeiros, Felipe agora ficou com 78 pontos, com Valmir Benavides assumindo a segunda posição com 60, Geraldo Piquet é o terceiro com 51, seguido de Renato Martins com 47 e Wellington Cirino com 41.

O lado triste da corrida em Caruaru foi a quebra do piloto da casa Beto Monteiro (Iveco) faltando apenas duas voltas para o final da prova. Ele ocupava a quarta posição e estava prestes a conseguir o melhor resultado para a marca italiana na F-Truck quando parou na pista com super aquecimento do motor. Monteiro voltou para os boxes sendo recebido com abraços e frases de consolo dos mecânicos que assim como o piloto, chegaram a se emocionar pelo abandono no final da prova. “É muito triste a gente lutar tanto e perder tudo no final”, lamentou Beto Monteiro.
Destaques para os paranaenses Fabiano Brito (Volvo) e Pedro Muffato (Scania) e os paulistas Fred Marinelli (Iveco) e Roberval Andrade (Scania) e o gaúcho Regis Boéssio (Volvo). Brito largou em 11º e chegou em sétimo, Muffato largou na 18ª posição e fechou a corrida em oitavo, Marinelli, desclassificado no treino classificatório de sábado largou em 21º e foi nono na corrida. Roberval também fez uma prova de recuperação marcando um décimo lugar depois de largar dos boxes. E por fim, o gaúcho Boéssio que também desclassificado por fumaça nos treinos de sábado, confirmou a eficiência do novo sistema de turbo duplo testado em Fortaleza, marcando a 11ª posição.

O único acidente da prova aconteceu na 21ª volta com a batida de Vinicius Ramires (Mercedes) e Diumar Bueno (Volvo). Os caminhões bateram forte e ficaram bastante danificados. “O Diumar diminuiu a velocidade e não saiu da pista. Não tive como tirar o caminhão da frente”, contou Ramires com o sentido de uma reclamação da atitude do adversário.

A próxima etapa está marcada para o dia 14 de junho em Goiânia.

Classificação da 3ª etapa do Brasileiro de F-Truck em Caruaru: 1) Felipe Giaffone, SP (Volkswagen); 2) Valmir Benavides, SP (Volkswagen); 3) Renato Martins, SP (Volkswagen); 4) Wellington Cirino, PR (Mercedes-Benz); 5) Djalma Fogaça, SP (Ford); 6) Geraldo Piquet, DF (Mercedes-Benz); 7) Fabiano brito, PR (Volvo); 8) Pedro Muffato, PR (Scania); 9) Fred Marinelli, PR (Iveco); 10) Roberval Andrade, SP (Scania); 11) Regis Boessio, RS (Volvo); 12) Vignaldo Fizio, SP (Mercedes-Benz); 13) José Cangueiro, SP (Mercedes-Benz); 14) Débora Rodrigues, SP (Volkswagen); 15) Urubatan Helou Jr, SP (Ford); 16) Beto Monteiro, PE (Iveco); 17) José Maria Reis, Go (Scania); 18) Vinicius Ramires, SP (Mercedes-Benz) e 19) Diumar Bueno, PR (Volvo).
Não completaram a prova: Leandro Totti, PR (Ford) – 20 voltas; Egon Allgauer, AUT (Man) – 11 vts.; Danilo Dirani, SP (Volvo) e Adilson Cajuru, GO (Iveco) – 7 vts.; João Maistro, PR (Volvo) – 5 vts. e Leandro Reis, GO (Scania) – 4 voltas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *