Truck: Na base do sacrifício, Toso pontua mais uma vez

Gaúcho tem problemas durante todo o fim de semana, mas completa prova em Curitiba.

Não foi fácil a segunda corrida de Andersom Toso (Konrad Caminhões/Trans Finotti) na Fórmula Truck. No circuito de Curitiba, o gaúcho da DF Motorsport teve problemas com seu Ford Cargo nos três dias do evento, mas conseguiu na raça mais pontos para manter a escrita de sempre terminar as provas na zona de pontuação.

“Foi complicado”, destacou. Fiz apenas meio dos quatro treinos por causa de um problema mecânico que persistiu até o warm up, quando trocamos o motor, mas o carro não tinha velocidade em reta na corrida”, disse o piloto. Depois, acabei ficando sem embreagem e freios. O que deu para fazer foi seguir na pista”, relatou o piloto, que largou em 21º e, assim como na prova anterior, em Santa Cruz do Sul, evoluiu nove posições no resultado final, chegando em 12°.

Desta forma, Toso somou mais três pontos, acumulando um total de seis em duas provas. “Permanecer 100% nos pontos neste ano é o resultado de corridas consistentes, mesmo com quebras durante a corrida. Neste ponto, o resultado foi válido. Agora, em Brasília, vamos tentar pontuar para manter esta escrita.”

Para a corrida no Distrito Federal, marcada para o dia 13 de dezembro, o gaúcho já sabe o que fazer: “Já tenho o domínio do equipamento e conheço suas reações; agora, é partir em busca dos limites do carro”. A prova de Curitiba foi vencida por Wellington Cirino, seguido de Geraldo Piquet e Beto Monteiro. Desta forma, o campeonato vai para seu final com três pilotos na briga pelo título: Valmir Benavides, que foi décimo na corrida, Felipe Giaffone, que abandonou, e Cirino, com pequenas chances.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *