Truck: Previsão de chuva preocupa pilotos

Volkswagen Constellation mostrou-se veloz nos treinos livres de hoje, em Tarumã, com Jonatas Borlenghi em terceiro lugar.

A segunda etapa da Fórmula Truck, que deve ser uma das mais equilibradas da temporada, segundo comentários dos próprios pilotos, pode ter um ingrediente extra de emoção neste final de semana. A previsão do tempo indica forte chuva para amanhã na Grande Porto Alegre, com 80% de probabilidade, em intensidade alta, de 20 mm, segundo o Climatempo.

Segundo Renato Martins (Volkswagen), o atual campeão da Truck e recordista de vitórias da categoria, o tempo chuvoso complica ainda mais a situação dos competidores em Tarumã.

“O desafio aqui é enorme, porque esta é uma das pistas mais velozes do calendário. Imagine estar em um caminhão a mais de 160 km/h e debaixo de chuva”, diz o piloto, que compete com um Volkswagen Constellation. “O pior é que, na classificação, a água pode chegar no momento certo para você, ou então na pior hora possível”, diz Renato Martins, que sofreu na pele este problema na primeira etapa, em Cascavel. Ele era favorito à pole mas, graças a chuva, só conseguiu largar em 15º.

O melhor Volkswagen Constellation nesta sexta em Tarumã foi o de Jonatas Borlenghi, que foi o terceiro mais rápido do dia, mostrando que o jovem piloto brigará mais uma vez pela ponta em Tarumã. “O caminhão está rápido e consegui um bom acerto para as curvas de alta”, explicou “Neno”.

Felipe Giaffone ficou em sexto no primeiro treino livre e acredita que o acerto do chassi melhorou em relação à primeira etapa de Cascavel, mas que ainda há espaço para melhora.

“Nosso objetivo é evitar que o caminhão fique saindo de frente nas curvas, principalmente nas de alta velocidade. Em alguns pontos, já tivemos uma melhora em relação à prova de Cascavel, mas ainda temos muito a trabalhar para deixar o meu equipamento mais competitivo”, comentou o ex-piloto da Fórmula Indy.

A única mulher da categoria, a piloto Débora Rodrigues, ficou em 12º lugar com seu Volkswagen Constellation no primeiro treino livre. Na sessão seguinte, cravou 1m23s294, na 15ª melhor marca do dia.

“Hoje busquei apenas testar alguns componentes do caminhão, sem me preocupar em marcar tempo competitivo. Amanhã é que a briga será para valer”, comenta Débora, que aponta a chuva como uma preocupação geral dos pilotos. “Aqui as condições de pista ficam muito traiçoeiras com a chuva. Só espero que, se chova, comece desde o primeiro minuto de treino, para que assim todos façam a classificação com a mesma condição de pista”, diz a piloto da RM Competições, que fez em Fortaleza, no ano passado, na chuva, uma de suas melhores corridas na carreira, brigando pela vitória até a volta final e subindo no pódio em 3º lugar.

Os outros pilotos da Volkswagen, Renato Martins, Beto Napolitano e Urubatan Helou Junior, não registraram tempos no treino livre desta sexta-feira em Tarumã.

A classificação será neste sábado, às 15h30, e a corrida, no domingo, às 14h, com transmissão ao vivo pela TV Band.

Os dez primeiros do treino da Truck:

1) Roberval Andrade (Scania) 1m21s996
2) Leandro Totti (Ford) 1m22s167
3) Jonatas Borlenghi (Volkswagen) 1m22s551
4) Beto Monteiro (Ford) 1m22s719
5) Regis Boessio (Ford) 1m23s109
6) Felipe Giaffone (Volkswagen) 1m23s210
7) Wellington Cirino (Mercedes-Benz) 1m23s257
8) Vinicius Ramires (Mercedes-Benz) 1m23s302
9) Vignaldo Fizio (Mercedes-Benz) 1m23s352
10) Djalma Fogaça (Ford) 1m23s520

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *