Truck: Problema nos freios e punição colocam Geraldo Piquet no final do grid

Terceiro colocado do campeonato terá de fazer uma prova de recuperação em Goiânia neste domingo.

O final de semana da Fórmula Truck em Goiânia (GO), que recebe a quarta etapa do campeonato, não está sendo fácil para o brasiliense Geraldo Piquet. Melhor classificado entre os caminhões Mercedes-Benz na tabela de pontos até aqui – com o terceiro posto no geral, o piloto de Brasília voltou a ter problemas no treino classificatório, que foi realizado na tarde deste sábado (13). “Continuamos com um problema grave nos freios, que já vem desde a etapa de Caruaru. O caminhão fica muito instável nos pontos de freada e, mesmo desmontando todo o conjunto ontem à noite, a equipe não conseguiu descobrir a origem dessa trepidação”, explicou o piloto da ABF Competições, que vai largar da 23ª colocação do grid em uma pista caracterizada por, ao menos, três pontos muito exigentes para os freios dos caminhões.

“Do jeito que está, não tem como o caminhão ser constante e rápido. Fica muito difícil guiar e foi isso que causou a punição no radar”, detalhou Geraldo, que não teve seu tempo registrado na primeira fase da classificação por passar acima dos 160 km/h estabelecidos como velocidade máxima no ponto onde fica o radar – na reta principal do autódromo de Goiânia. Como no treino classificatório os pilotos têm apenas uma tentativa de registrar tempo, Geraldo ficou fora da disputa pelas posições de frente no grid. “A equipe vai passar mais uma noite trabalhando no caminhão. Se tiver um equipamento em condições boas, acho que dá para recuperar posições e brigar pelos pontos na corrida. Do contrário, essa prova será bastante difícil”, disse Piquet.

Quem larga na frente em Goiânia é o piloto Roberval Andrade, que dominou a maior parte dos treinos livres desde sexta-feira – e ocupa a sétima posição do campeonato. A prova válida pela 4ª etapa da Fórmula Truck 2009 será neste domingo, com largada prevista para às 13h e transmissão ao vivo pela TV Band.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *