Truck: Ramires faz avaliação positiva da etapa em Interlagos

Cumprindo sua primeira temporada completa no Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck, o piloto paulista Vinícius Ramires fez uma avaliação positiva de sua participação na terceira etapa, disputada neste domingo (21) no autódromo de Interlagos. Depois de dificuldades nos treinos livres de sexta-feira (19), ele obteve sua melhor posição de largada na categoria e terminou a corrida em sétimo lugar, mantendo a sexta posição na tabela de classificação.

“Como ainda não fizemos nenhum treino com o novo caminhão neste ano, nós demoramos um pouco para encontrar a direção do trabalho nos treinos livres. A pista era uma novidade para nós, tivemos um começo complicado nesta etapa”, reconhece o piloto da Ramires Rodobens Truck Team, nono colocado nos treinos livres. “Antes da próxima corrida, nós deveremos fazer alguns treinos particulares, isso vai minimizar essa dificuldade de adaptação”, acredita.

No sábado (20), já com algum avanço no trabalho de acerto do caminhão, Ramires conquistou, pela primeira vez, a classificação para a “Superpole”, fase do treino classificatório que devolve à pista os cinco pilotos mais rápidos para uma nova disputa pela pole. Classificou o caminhão número 80, decorado nas cores de Rodobens Consórcio e Renov/Remanufatura Mercedes-Benz, em quarto lugar. Foi sua melhor posição de largada desde que chegou à categoria.

Na corrida, Ramires adotou uma estratégia conservadora. “Eu sabia que a durabilidade do caminhão era um dos nossos pontos fortes. Então, procurei não desgastar o equipamento à frente dos pilotos que eram reconhecidamente mais rápidos que eu. Minha preocupação maior era chegar ao final da corrida, porque é uma das etapas mais desgastantes do nosso calendário”, justifica. “Chegando ao final, eu sabia que o resultado seria satisfatório”, acrescenta.

A quatro voltas do final da prova, Ramires era sexto colocado. No final da reta oposta do circuito paulista, Vignaldo Fízio rodou, por quebra do caminhão, e deixou a pista suja de óleo. “Ele estava à minha frente, eu vi tudo o que aconteceu e tentei frear o máximo que podia para evitar aquela poça de óleo na pista”, conta. “Infelizmente, não deu para evitar. Passei por cima do óleo do Vig e rodei. Se não fosse isso, teria terminado em quinto e estaria no pódio”, lamenta.

O tempo perdido com a rodada foi suficiente para que Ramires perdesse duas posições. “Seria muito bom estar no pódio, principalmente pela importância da corrida em São Paulo, mas o sétimo lugar não deixa de ser um bom resultado”, avalia o piloto paulista, que manteve-se em sexto na classificação do campeonato, agora com 20 pontos. A liderança é do também paulista Roberval Andrade e do paranaense Wellington Cirino, que empatam com 51 pontos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *