Truck: Regis Boéssio corre com bi-turbo em Fortaleza

O bi-turbo Master Power foi desenvolvido pela Borghetti e vai ser utilizado no F-Truck Volvo de Regis Boéssio.

Mais uma novidade para a etapa de Fortaleza, marcada para o próximo dia 26 de abril em Eusébio, CE. O piloto gaúcho Regis Boéssio vai estrear um novo sistema de turbo no motor de seu Volvo. A Boéssio Competições e a empresa Borghetti Turbos e Sistemas Automotivos da cidade gaúcha de São Marcos, fecharam a parceria para o desenvolvimento do sistema de sobre alimentação com o bi-turbo.

Testado algumas vezes e utilizado apenas em uma prova em 2006 em Guaporé por Djalma Fogaça no F-Truck Ford, o novo sistema é o bi-turbo paralelo, liberado pelo regulamento da F-Truck. O equipamento utilizado por Fogaça na época foi de outra marca de turbo. O bi-turbo traz várias vantagens segundo Regis Boéssio que já esteve presente em alguns testes de dinamômetro da empresa Borghetti. O sistema de turbo duplo, divididos cada um para três pistões do motor de seis cilindros em linha, concede uma aceleração mais linear ao motor nas mudanças de marchas, ganhando desempenho principalmente em baixas rotações. O bi-turbo também dá mais flexibilidade para adequação nos diferentes circuitos brasileiros, como lembra o coordenador de engenharia da Borghetti, Alberto Lacombe. “Com esta customização, várias melhorais são nítidas com o novo sistema, como a diminuição considerável da fumaça preta, a durabilidade do motor e o desempenho em baixas rotações”, lembra Lacombe.

Com respostas mais lineares da aceleração, O Volvo de Regis Boéssio deverá estar bem mais competitivo a partir da etapa de Fortaleza. “Estou muito contente com a parceria com a Borghetti. É mais um desenvolvimento técnico para estarmos ao nível da alta competitividade da F-Truck de hoje”, conta animado Regis Boéssio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *