Truck: Roberval e Beto sem entender motivo da queda de rendimento em Campo Grande

Campeões da Truck largam em 12º e 18º na sétima etapa e equipereavalia trabalho de ajuste para detectar razão do resultado atípico.

O paulista Roberval Andrade e o pernambucano Beto Monteiro reagiram com bastante estranheza ao resultado do treino classificatório que definiu na tarde deste sábado (13) as posições de largada da sétima etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck. Eles vão alinhar os caminhões Scania em 12º e 18º, respectivamente, um resultado bem abaixo do esperado. A corrida será disputada no Autódromo Internacional de Campo Grande.


“Sinceramente, não sabemos o que houve”, admitiu o consultor técnico da equipe Roberval Motorsport, Pedro Pimenta. “Nossos dois caminhões estavam bastante competitivos, tudo estava bem, na hora nenhum virou tempo. Os pilotos não cometeram erros que justificasse as posições no grid. O que podemos fazer é analisar cada passo o trabalho feito no fim de semana para tentar encontrar uma razão para o que aconteceu e reverter o panorama para a corrida”.


O paranaense Pedro Muffato, da MP Motorsport, que também compete na Fórmula Truck com um caminhão Scania, vai largar da 19ª posição. “Nós não chegamos ao potencial que deveríamos ter atingido. Na corrida, vou tentar manter o caminhão na pista, foi assim que fiquei em sexto na última etapa”, estipulou, citando seu resultado na prova em Londrina, onde largou em 17º e competiu seguindo uma estratégia de economia do equipamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *