Truck: Treinos com chuva e corrida com pista seca em Cascavel

Condições meteorológicas diferenciadas aumentam desafio
para pilotos e equipes na sexta etapa da temporada de 2006.


Os 24 pilotos do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck vão enfrentar condições climáticas distintas durante as atividades da sexta etapa, no Autódromo Internacional de Cascavel. Segundo boletim do instituto meteorológico paranaense Simepar, a previsão é de que a prova de domingo (17) aconteça com pista seca. Os treinos livres e classificatórios de sexta-feira (15) e de sábado (16), contudo, deverão ser disputados sob chuva.

A pilotagem na chuva é algo que agrada ao paranaense Pedro Muffato, o líder da competição, que conquistou com pista molhada, cinco meses atrás em Fortaleza, sua primeira vitória na Fórmula Truck. Ainda assim, o piloto da Muffatão Motorsport, que tem no Scania número 20 as logomarcas de Autotrac, Coopavel, Faculdade Assis Gurgacz, Italy e Muffatão, manifesta sua preferência pelo clima quente e seco no dia da corrida.

“Se o dia estiver frio, os caminhões pequenos podem levar vantagem”, diz Muffato, citando os caminhões Volkswagen e Ford, que pesam menos de quatro toneladas. O paulista Renato Martins, vice-líder, pilota um Volks. “A meteorologia diz que o domingo vai ser frio, mas sempre há a chance de termos uma mudança. Se estiver quente, caminhões grandes, como o meu, têm um rendimento melhor e os pequenos ficam em desvantagem”, explica.

O paulista Vinicius Ramires vê prós e contras na previsão de frio. “Os pequenos podem ter uma vantagem, mas a chance de uma quebra torna-se bem menor se a temperatura estiver baixa”, afirma o piloto, que também compete com um caminhão grande – o Mercedes-Benz número 80 da Ramires Rodobens Truck Team, decorado nas cores de Rodobens Consórcio, Renov/Manufatura Mercedes-Benz e Reflorestadora Ramires.

Roberval Andrade, terceiro colocado na classificação do campeonato, chama atenção para a probabilidade de chuva durante os treinos classificatórios. “Se o grid for mesmo definido com pista molhada, provavelmente nós vamos ter muitos dos favoritos largando atrás e pilotos com caminhões menos competitivos largando nas primeiras filas. Isso, para o público, é fantástico, porque garante muitas ultrapassagens na corrida”, analisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *