Truck: Zé Maria comenta acidente de companheiro

A sétima etapa, disputada em Curitiba(PR) neste domingo, teve um dos acidentes mais fantásticos do automobilismo nacional.

O piloto Fabiano Brito teve problemas com um acelerador travado e bateu violentamente contra os muros de proteção. José Maria Reis, que já viveu o pior acidente da categoria ficou contente em ver o companheiro paranaense caminhando pelos boxes após o término da prova. Reis terminou a corrida na nona colocação e volta aos pontos.

Disputando posições desde a largada o piloto José Maria Reis fez uma prova muito forte e voltou à zona de pontuação. O goiano largou na nona colocação, foi ultrapassado por diversos pilotos durante as relargadas, mas fez sete ultrapassagens em toda a corrida. “Foi uma prova muito divertida e que exigiu muita concentração. A cada ultrapassagem eu tinha mais muitos outros pela frente”, conta Zé Maria.

Na largada para a sétima corrida da temporada, Fabiano Brito teve problemas com o acelerador de seu caminhão, bateu em uma das placas de publicidade e ficou sem visibilidade, com o pára-brisa dianteiro tampado. Bateu forte na curva da vitória e teve seu caminhão lançado. O piloto saiu ileso da prova. “Fiquei muito preocupado com ele quando passei e vi o caminhão. Perguntei pelo rádio como ele estava e meus mecânicos me disseram que estava muito bem. Só aí fiquei tranqüilo e pude voltar a me concentrar”, explica Reis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *