Velocidade na Terra: Etapa do Paranaense agitou São José dos Pinhais

A 8.ª etapa do Paranaense de Velocidade na Terra 2008 foi realizada no domingo passado (26/10), no Autódromo de São José dos Pinhais. As provas tiveram supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPA), onde os vencedores por categoria foram: Amauri de Jesus (Auto Cross – Fórmula), Rogério Duarte (Auto Cross – Super), Cláudio Harmuch (Fusca Cross), Hemerson Pampuch (Novatos), Stive Tokarski (Marcas A), João Stabach (Marcas B), Ivan Ribeiro (Hot Dodge), Fábio Baldan (Stock Car Opala) e Marcelo Cesquim (Stock Car Omega).

Marcas A


Na categoria Marcas A, o piloto Christiano Bornemann (Embretech/WD-40/Mundial Prime/Maxi Cabo) teve a primeira quebra do ano, abandonando a prova a 10 voltas do fim. Para Chris Bornemann a quebra da homocinética não era esperada, mas o bom início de temporada, lhe garante folga na liderança do campeonato. “Estamos confiantes de que podemos vencer a próxima etapa em Ponta Grossa e esquecer este fim de semana, que foi frustrante para toda equipe. O importante é que mesmo no fim da temporada, ainda estamos evoluindo o carro, para chegarmos nas finais do Brasileiro, Paranaense e Metropolitano com chances de vitória”, disse Chris Bornemann.


Hot Dodge


O piloto curitibano Ivan Ribeiro da Silva mais uma vez foi destaque na categoria Hot Dodge, largando da segunda posição, quebrando na primeira bateria, mas vencendo a segunda prova disputada. “Mesmo com o problema de quebra na primeira bateria, consegui me recuperar e vencer a segunda, ficando com o primeiro lugar nesta etapa. Tenho que agradecer a párceria da Gallego Embreagens, Trilha Euro Car, LC Costa, Darax Baterias, Supermercado Santos e da Datus Auto Peças, que me dão condições de brigar por vitórias. Falta pouco e acredito que tenho condições de faturar o título da categoria Hot Dodge na temporada 2008”, declarou Ivan Ribeiro da Silva.


Fusca Cross


O piloto Rogério Melani (Adega The Muf’s/Academia R2), da Equipe SVD Racing, não teve sorte na oitava etapa do Paranaense. Largou da quarta posição do grid e depois de muita disputa, terminou a prova na sexta posição, com seu carro não rendendo bem. Largou da sexta posição na segunda bateria, pulando para o terceiro lugar na primeira volta, mas quebrou na terceira volta e abandonou a corrida. “Na primeira bateria meu carro estava falhando e não me dava condições de brigar pelas primeiras posições. No intervalo das baterias achamos a falha e voltamos com tudo para a segunda corrida, mas na terceira volta quebrou o motor e tive que abandonar a prova”, concluiu Rogério Melani. A nona etapa do Paranaense de Velocidade na Terra acontece nos dias 8 e 9 de novembro, em Ponta Grossa.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *