WEC: Bruno Senna terá novo companheiro na China

Volta à classe GTE Pro será ao lado do português Pedro Lamy

A Aston Martin Racing escalou o português Pedro Lamy como parceiro de Bruno Senna nas 6 Horas de Xangai, penúltima etapa do Campeonato Mundial de Endurance – FIA WEC e que marcará a volta do brasileiro à classe GTE Pro depois da vitória da semana passada em Monte Fuji (Japão) pela categoria Am. A corrida será realizada no dia 9 de novembro e a nova dupla dividirá o comando do Vantage V8 de número 99.

Restando apenas mais duas provas – o calendário será fechado no Bahrein no fim do próximo mês -, a Aston Martin continua na busca dos títulos de construtores e pilotos no ano em que comemora o 100º aniversário. “Meu papel será o de ajudar a equipe a ganhar os dois campeonatos”, reconhece Bruno, que ocupa a 4ª colocação na GTE e vem pagando caro os abandonos em Le Mans – com pontuação dobrada – e Interlagos. Soma 76 pontos, enquanto a liderança é dos italianos Giancarlo Fisichella-Gianmaria Bruni, da Ferrari, com 108. O alemão Stefan Mücke e o inglês Darren Turner, que conduzirão o outro VantageV8 na China, estão em 3º com 99,5, a apenas 2,5 do alemão Marc Lieb e do austríaco Richard Lietz, da Porsche.

Com 41 anos, Lamy é um dos pilotos mais experientes do grid. Correu na Fórmula 1 entre 1993 e 1996, mas nesse período ficou longo tempo em recuperação das fraturas nas pernas que sofreu durantes testes pela Lotus em Silverstone. Regressou ao cockpit pela Minardi em 1995 e se tornou o primeiro português a pontuar na F1 com o 6º lugar na despedida da temporada na Austrália.

Bruno reconhece que a bagagem do parceiro poderá ser valiosa em Xangai, circuito em que Lamy venceu na GTE Am no ano passado. “Ele é um bom piloto e uma pessoa legal de conviver dentro dos boxes. Não será fácil ganhar, mas acho que o pódio é uma meta bastante viável”. Bruno vem cumprindo uma excelente primeira temporada na série de longa duração da FIA. Antes de Fuji, havia vencido na estreia em Silverstone e recentemente em Austin, além do segundo lugar em Spa-Francorchamps. Além disso, largou na pole em quatro das seis provas realizadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *