WTCC: João Paulo impressiona na estréia no Japão

Brasileiro estabelece a volta mais rápida das duas corridas e é convidado para correr pela Seat no Mundial de 2010.

Estreando no Campeonato Mundial de Carros de Turismo, João Paulo de Oliveira conseguiu um excelente desempenho nas provas da 11ª rodada dupla do FIA WTCC, disputadas neste domingo (01/11) em Okayama, no Japão. “Saio daqui com a melhor volta das duas corridas e com o convite da Seat para uma eventual participação no campeonato mundial. Estou muito satisfeito, valeu demais!”, comemorou o brasileiro, que regularmente disputa a Super GT, principal certame japonês de carros esportivos.

 

O brasileiro Augusto Farfus e o inglês Andy Priaux, ambos de BMW 320si, venceram as provas da classe principal. O italiano Gabriele Tarquini (Seat) continua liderando o certame com 115 pontos, apenas dois de vantagem sobre o francês Yvan Muller (Seat), e 13 sobre o brasileiro, os três únicos que continuam na briga pelo título. O encerramento do campeonato será dia 22 de novembro, em Macau.

 

Largando da sexta posição entre os carros independentes, correndo de Seat Leon 2.0 TFSI pela equipe particular Sun-Red num certame dominado pelas equipes de fábrica, João Paulo de Oliveira andou muito rápido debaixo de chuva brigando inclusive com os carros oficiais. Durante a 21ª etapa o brasileiro teve um toque com o ex-piloto de Fórmula 1 e Fórmula Indy Alessandro Zanardi (BMW), que havia largado cinco posições à sua frente, e por isso foi penalizado com 30 segundos.

 

“Uma pena o acidente com o Zanardi. Já tinha ultrapassado o Augusto Farfus e tinha um ritmo muito forte. Mas isso faz parte da corrida. Estou muito feliz com o desempenho, pois marquei a melhor volta entre os independentes. Vamos pra segunda agora!”, relatou o brasileiro, que na décima volta estabeleceu a volta mais rápida de sua classe com o tempo de 1min53s215 (média 117,74 km/h).

 

Na 22ª etapa novamente João Paulo mostrou o seu talento brigando pela vitória entre os pilotos das equipes particulares. No entanto, um toque que recebeu do líder do campeonato, o holandês Tom Coronel (Seat), acabou com a possibilidade de o brasileiro vencer, mas ele ainda estabeleceu a volta mais rápida em sua recuperação, ao ser cronometrado em 1min54s321 (média 116,60 km/h) na última passagem.

 

“Infelizmente um erro do meu companheiro (Coronel), que perdeu o controle e bateu atrás de mim, destruiu minhas chances de vitória, mas terminei em quarto entre os independentes e novamente fiz a volta mais rápida da corrida. Fico satisfeito por ser o mais rápido nas duas corridas, isso é muito positivo!”, comentou.

 

Momentos após a prova João Paulo recebeu outra punição de 30 segundos por colisão com concorrente. “Puniram-me na 1ª e 2ª corrida! É uma piada a forma como eles querem intimidar pilotos novos com punições. Isso também serve para beneficiar os pilotos que participam da temporada e terminaram atrás de mim na corrida! Pra mim, não muda nada.”, retrucou o brasileiro, orgulhoso pelo reconhecimento da Seat pelo seu trabalho e talento. “Analisaria com carinho um possível retorno ao automobilismo europeu, mas dificilmente sairia do Japão. Estou feliz com meu contrato aqui”, analisou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *