WTCC: Muller comanda dobradinha da SEAT em Curitiba

Brasileiro Augusto Farfus chega em 3º na primeira corrida deste domingo.

Beneficiado pelo jogo de equipe, o francês Yvan Muller liderou a dobradinha da fábrica espanhola SEAT na prova inaugural da temporada-2008 do WTCC – o Campeonato Mundial de Carros de Turismo. Com largada lançada, Muller saiu na pole e comandou as 16 voltas da abertura da rodada dupla no Autódromo Internacional de Curitiba, sempre escoltado pelo sueco Rickard Rydell. O brasileiro Augusto Farfus Jr. terminou em 3º e foi o melhor representante da BMW.

Empurrados pelo motor turbodiesel, os SEAT Leon TDI tomaram conta das primeiras colocações nas voltas iniciais. Surpreendido pela força da brigada espanhola, Augusto – 3º nos treinos classificatórios – perdeu posições, fez um passeio pela grama e caiu para 5º. Na luta para descontar o prejuízo, conseguiu ultrapassar o parceiro Jörg Müller antes da entrada do safety car, na volta quatro, para a retirada do carro do suíço Alain Menu, envolvido em choque com outro Chevrolet Lacetti de Nicola Larini.

Após a relargada, Farfus superou o SEAT de Gabriele Tarquini e encostou de vez em Rydell. Mas, apesar do melhor rendimento nas curvas de média e baixa, ficava para trás na longa reta de 980 metros – ponto onde os carros espanhóis cresciam de rendimento. E, no finalzinho, o ídolo paranaense precisou se desdobrar para conter a reação de Jörg Müller. Os dois receberam a bandeirada separados por apenas dois décimos de segundo.

Muller, que antes da prova não escondia a preocupação com o aumento da temperatura, situação que poderia favorecer os motores aspirados BMW, disse que a vitória não foi tão fácil, apesar das aparências. “Eu sabia que o ritmo de corrida da BMW seria forte. Por isso, precisei dar o máximo e não cometer erros”, explicou. Pelo sistema de grid revertido, o francês partirá em 8º na segunda bateria, com grid convencional, às 16h20. E sem grandes ilusões. “Será quase impossível vencer, mas precisamos ver o que acontece depois da largada. Vou procurar fazer o meu melhor e somar o máximo de pontos”, avisou.

Rydell foi outro que agradeceu ao companheiro de equipe – neste caso, Tarquini. “Ele foi importante em segurar o Farfus, que estava muito rápido, principalmente nas últimas cinco voltas”, sem esconder a alegria pelo regresso à SEAT depois de se alternar entre a casa espanhola e a Chevrolet na temporada passada.

Mesmo sem vencer, Augusto fez a festa da torcida com as ultrapassagens sobre Jörg Müller na entrada da reta e Tarquini no Esse de Alta. Disse que não pôde evitar a arrancada dos SEAT Leon TDI na largada. “Tentei acompanhar o Yvan Muller, mas os SEAT eram muito velozes. Só vi um monte de carros amarelos passando do meu lado”, explicou. “Nosso chassis é fantástico, mas precisamos ganhar mais velocidade. De qualquer forma, estou feliz com o resultado, porque o campeonato é longo. Vamos ver agora como será a segunda corrida”, disse Farfus, sexto no grid do fechamento do programa.

O resultado da 1ª etapa do WTCC:
1 – Yvan Muller (França), SEAT León TDI, 16 voltas em 23min47s024
2 – Rickard Rydell (Suécia), SEAT León TDI, a 0s763
3 – Augusto Farfus (Brasil), BMW 320si, a 1s234
4 – Jörg Müller (Alemanha), BMW 320si, a 1s512
5 – Andy Priaulx (Inglaterra), BMW 320si, a 6s747
6 – Gabriele Tarquini (Itália), SEAT León TDI, a 8s247
7 – Jordi Gené (Espanha), SEAT León TDI, a 8s710
8 – Félix Porteiro (Espanha), BMW 320si, a 15s564
9 – Tom Coronel (Holanda), SEAT León, a 16s334
10 – Pierre-Yves Corthals (Bélgica), SEAT León, a 18s035
11 – Olivier Tielemans (Holanda), BMW 320si, a 22s871
12 – Stefano D’Aste (Itália), BMW 320si, a 25s886
13 – Franz Engstler (Alemanha), BMW 320si, a 30s859
14 – Andrey Romanov (Rússia), BMW 320si, a 46s658
15 – Sergio Hernández (Espanha), BMW 320si, a 1 volta
16 – Alessandro Zanardi (Itália), BMW 320si, a 1 volta
17 – Ibrahim Okyay (Turquia), BMW 320si, a 1 volta
18 – Tiago Monteiro (Portugal), SEAT León TDI, a 3 voltas

Não completaram:
Robert Huff (Inglaterra), Chevrolet Lacetti, 7 voltas
Nicola Larini (Itália), Chevrolet Lacetti, 2 voltas
Alain Menu (Suíça), Chevrolet Lacetti, 2 voltas

Volta mais rápida: Andy Priaulx, 1:25.100

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *