WTCC: Yvan Muller e Gabriele Tarquini vencem em Monza

O francês Yvan Muller, e o italiano Gabriele Tarquini, ambos de Seat Leon TDI da Seat Sport, foram os vencedores da 10ª rodada dupla da temporada, disputada no domingo (05/10), em Monza, na Itália. Muller lidera o campeonato com 95 pontos, nove a mais do que Tarquini.

Saindo da pole-position,Muller venceu a primeira prova, com apenas 0s277 de vantagem para Tarquini. O tricampeão, o inglês Andy Priaulx, num BMW 320si da RBM, completou o pódio. O sueco Rickard Rydell havia terminado em 3º, mas foi penalizado em 30 segundos, por ter cortado a chicane, na última volta, após um toque com o italiano Nicola Larini, num Chevrolet Lacetti a RML.


Logo na largada o espanhol Felix Porteiro, num BMW 320si da Ravaglia, tocou no Honda Accord do inglês James Thompson, fazendo o piloto da N Technology rodar no meio da pista. A confusão acabou envolvendo também o espanhol Jordi Gené, num Seat Leon TDI da Seat Sport, os Chevrolet Lacetti do suíço Alain Menu e do inglês Robert Huff, o belga Pierre Yves Corthals, num Seat Leon da Exagon e o italiano Stefano D’Aste, num BMW 320si da Protean. Gené, Huff e Corthals saíram sem grandes danos, voltando a prova. Menu caiu para o final do pelotão. D’Aste retornou com duas voltas de atraso e Porteiro abandonou nos boxes, com os mecânicos já começando consertar o BMW para a segunda corrida. Thompson também abandonou.


Muller liderava seguido por Tarquini e Rydell. Nas posições seguintes a disputa por posições era intensa. O brasileiro Augusto Farfus, num BMW 320si da Schnitzer, e Priaulx, duelavam com Larini. Farfus passou Larini com o italiano recuperando a posição logo depois, indo para cima de Rydell, que fechou a porta. Com problemas no seu BMW 320si, que começou a soltar uma leve fumaça, Farfus abandonou na 5º volta.


Na metade da prova Tarquini passou Muller, que duas voltas depois recuperou a posição. Com a punição de Rydell, Priaulx foi o 3º. O português Tiago Monteiro, num Seat Leon TDI da Seat Sport, terminou em 4º, seguido por Larini, Huff, Gené e o italiano Alessandro Zanardi, num BMW 320si da Schnitzer, que garantiu a pole-position para a segunda prova. Corthals venceu entre os independentes.


Tarquini venceu a segunda prova, seguido por Gené. Larini completou o pódio.


Logo após a largada, o pole-position Zanardi começou a ser pressionado por Gené, que o superou ainda na primeira volta. O italiano, bi-campeão da Indy, com problemas nos pneus, foi perdendo posições, caindo para o 7º lugar. Depois de sair da 7ª posição do grid, Tarquini assumiu a liderança na 3ª volta, ultrapassando Gené. Ao final das nove voltas Tarquini venceu com apenas 0s316 de frente para Gené. Larini chegou logo atrás, com 0s646 de desvantagem.


Depois de fazer boas ultrapassagens, Yvan Muller foi o 4º, seguido por Menu, que se recuperou dos problemas da primeira prova. Monteiro chegou em 6º, com Zanardi na 7ª posição. Após se enroscar com Huff no começo da prova, Farfus fechou os oito primeiros.  Entre os independentes, vitória do mexicano Sergio Hernandez, num BMW 320si da Proteam. 


Huff viu as suas chances de título acabar no enrosco com Farfus. Ele foi para os boxes, perdendo duas voltas e terminando no 26º lugar, a frente de Priaulx. O tri-campeão também não tem mais chances de levar a taça, após passar reto na primeira curva da corrida, quando tentava superar Muller.


Por ter cortado a chicane na primeira curva, Tarquini foi punido pelos comissários da prova. Ele irá perder cinco posições na primeira prova em Okayama. A punição foi mais branda do que a recebida por Rydell na primeira prova, devido à confusão na primeira curva.


Faltando duas rodadas duplas para o termino da temporada, a disputa pelo título se restringe a Muller e Tarquini.


A próxima etapa acontece em Okayama, no Japão, no dia 26 de outubro.
Grid:


1 – Yvan Muller (Seat Leon TDI) – Oreca – 1’59″213
2 – Gabriele Tarquini (Seat Leon TDI) – Seat – 1’59″257
3- Jordi Gene (Seat Leon TDI) – Seat – 1’59″879
4 – Rickard Rydell (Seat Leon TDI) – Seat – 1’59″963
5 – Augusto Farfus (BMW 320si) – Schnitzer – 2’00″039
6 – Nicola Larini (Chevrolet Lacetti) – RML – 2’00″064
7 – Alain Menu (Chevrolet Lacetti) – RML – 2’00″138
8 – Andy Priaulx (BMW 320si) – RBM – 2’00″474
9 – Robert Huff (Chevrolet Lacetti) – RML – 2’00″507
10 – Tiago Monteiro (Seat Leon TDI) – Oreca – 2’00″551
11 – Pierre Yves Corthals (Seat Leon) – Exagon – 2’00″629
12 – Felix Porteiro (BMW 320si) – Ravaglia – 2’00″637
13 – James Thompson (Honda Accord) – N Technology – 2’00″688
14 – Alex Zanardi (BMW 320si) – Ravaglia – 2’00″740
15 – Jorg Muller (BMW 320si) – Schnitzer – 2’00″989
16 – Sergio Hernandez (BMW 320si) – Proteam – 2’01″130
17 – Stefano D’Aste (BMW 320si) – Proteam – 2’01″478
18 – Franz Engstler (BMW 320si) – Engstler – 2’01″696
19 – Tom Coronel (Seat Leon) – Sunred – 2’01″836
20 – Manabu Orido (Chevrolet Lacetti) – RML – 2’02″045
21 – Duarte Felix Da Costa (Seat Leon) – Sunred – 2’02″327
22 – Takayuki Aoki (BMW 320si) – Wiechers – 2’02″698
23 – Kristian Poulsen (BMW 320si) – Poulsen – 2’03″178
24 – Ibrahim Okyay (BMW 320si) – Borusan – 2’03″507
25 – Jaap Van Lagen (Lada 110) – Russian Bears – 2’03″890
26 – Yukinori Taniguchi (Honda Accord) – N Technology – 2’04″435
27 – Andrey Romanov (BMW 320si) – Engstler – 2’04″491
28 – George Tanev (BMW 320si) – Petrol GT – 2’04″592
29 – Viktor Shapovalov (Lada 100) – Russian Bears – 2’06″381


Final, prova 1:


1 – Yvan Muller (Seat Leon TDI) – Oreca – 9 voltas em 18m16s448
2 – Gabriele Tarquini (Seat Leon TDI) – Seat – 0″277
3 – Andy Priaulx (BMW 320si) – RBM – 1″710
4 – Tiago Monteiro (Seat Leon TDI) – Oreca – 3″699
5 – Nicola Larini (Chevrolet Lacetti) – RML – 8″111
6 – Robert Huff (Chevrolet Lacetti) – RML – 8″206
7 – Jordi Genè (Seat Leon TDI) – Seat – 8″434
8 – Alex Zanardi (BMW 320si) – Schnitzer – 11″056
9 – Jorg Muller (BMW 320si) – Schnitzer – 11″547
10 – Tom Coronel (Seat Leon) – Sunred – 14″396
11 – Alain Menu (Chevrolet Lacetti) – RML – 19″722
12 – Pierre Yves Corthals (Seat Leon) – Exagon – 21″114
13 – Franz Engstler (BMW 320si) – Engstler – 21″722
14 – Sergio Hernandez (BMW 320si) – Proteam – 24″884
15 – Manabu Orido (Chevrolet Lacetti) – RML – 28″993
16 – Rickard Rydell (Seat Leon TDI) – Seat – 30″972
17 – Takayuki Aoki (BMW 320si) – Wiechers – 31″499
18 – Andrey Romanov (BMW 320si) – Engstler – 36″751
19 – Ibrahim Okyay (BMW 320si) – Borusan – 37″459
20 – George Tanev (BMW 320si) – Petrol GT – 45″927
21 – Yukinori Taniguchi (Honda Accord) – N Technology – 47″715
22 – Kirill Ladygin (Lada 110) – Russian Bears – 58″278
23 – Kristian Poulsen (BMW 320si) – Poulsen – 1 volta


Abandonos:


Augusto Farfus – 5 voltas
Felix Porteiro – 3 voltas
Viktor Shapovalov – 2 voltas
Duarte Felix Da Costa – 0 voltas
James Thompson – 0 voltas
Jaap Van Lagen – 0 voltas


Final, prova 2:


1 – Gabriele Tarquini (Seat Leon TDI) – Seat – 9 voltas em 18m18s397
2 – Jordi Gené (Seat Leon TDI) – Seat – 0″316
3 – Nicola Larini (Chevrolet Lacetti) – RML – 0″646
4 – Yvan Muller (Seat Leon TDI) – Oreca – 2″780
5 – Alain Menu (Chevrolet Lacetti) – RML – 3″056
6 – Tiago Monteiro (Seat Leon TDI) – Oreca – 8″231
7 – Alex Zanardi (BMW 320si) – Ravaglia – 9″522
8 – Augusto Farfus (BMW 320si) – Schnitzer – 11″901
9 – Rickard Rydell (Seat Leon TDI) – Seat – 12″639
10 – Jorg Muller (BMW 320si) – Schnitzer – 13″456
11 – James Thompson (Honda Accord) – N Technology – 14″662
12 – Felix Porteiro (BMW 320si) – Ravaglia – 14″779
13 – Sergio Hernandez (BMW 320si) – Proteam – 15″621
14 – Stefano D’Aste (BMW 320si) – Proteam – 16″121
15 – Kristian Poulsen (BMW 320si) – Poulsen – 24″517
16 – Franz Engstler (BMW 320si) – Engstler – 24″949
17 – Manabu Orido (Chevrolet Lacetti) – RML – 31″444
18 – George Tanev (BMW 320si) – Petrol GT – 35″754
19 – Jaap Van Lagen (Lada 110) – Russian Bears – 35″953
20 – Duarte Felix Da Costa (Seat Leon) – Sunred – 43″753
21 – Ibrahim Okyay (BMW 320si) – Borusan – 44″083
22 – Viktor Shapovalov (Lada 110) – Russian Bears – 45″160
23 – Kirill Ladygin (Lada 110) – Russian Bears – 47″874
24 – Tom Coronel (Seat Leon) – Sunred – 1 volta
25 – Andy Priaulx (BMW 320si) – RBM – 2 voltas
26 – Robert Huff (Chevrolet Lacetti) – RML – 2 voltas


Volta mais rápida: Alain Menu 2’00″390


Abandonos:


Pierre Yves Corthals – 0 voltas
Takayuki Aoki – 2 voltas
Andrey Romanov – 2 voltas
Yukinori Taniguchi – 5 voltas


Campeonato:


1.Y.Muller 95;
2.Tarquini 86;
3.Huff 64;
4.Rydell 62;
5.Priaulx 61;
6.Gené 53;
7.J.Muller 52;
8.Porteiro 50;
9.Larini 48;
10.Farfus 47.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *